“Melhores do Ano” comete algumas injustiças

félixNo último domingo, o Domingão do Faustão exibiu mais uma entrega do troféu Melhores do Ano, que, claro, só premia os destaques das novelas, programas humorísticos e telejornais da Globo. Só que mesmo assim, o prêmio acabou cometendo algumas injustiças. Anderson di Rizzi foi eleito o ator revelação por seu Carlito de Amor à Vida. Acontece que esse foi seu quarto papel na Globo. Nessa categoria, Sergio Guizé merecia muito mais a estatueta.

A criticada Paolla Oliveira levou o prêmio de melhor atriz, deixando para trás a elogiada Vanessa Giácomo, ambas da trama de Walcyr Carrasco. As categorias musicais também apresentaram injustiça ao elegerem Ivete Sangalo e Luan Santana como melhores cantores de 2013. Ainda bem que Anitta faturou o prêmio de música do ano. Afinal, o Show das poderosas virou ‘hit’ nacional.

Mesmo trabalhando em dois fracassos, O Dentista MascaradoDivertics, Leandro Hassum venceu na categoria de comédia. No jornalismo, a ótima Sandra Annenberg nem foi indicada. Apesar disso, o troféu acabou fazendo justiça a alguns nomes. Thiago Fragoso e Elizabeth Savalla merecerem suas estatuetas como atores coadjuvantes. J.P. Rufino se destacou na irregular Além do Horizonte. Mesmo sendo mais humorista que atriz, Tatá Werneck levou o prêmio de atriz revelação. Categoria onde apareceu Juliana Paiva por sua atuação na trama das 19h, mesmo após fazer muito mais sucesso como a Fatinha de Malhação.

Mateus Solano e Antonio Fagundes mereciam dividir o prêmio de melhor ator. Então, qualquer um que vencesse já era merecedor. Mesmo Mateus fazendo um papel bem estereotipado. Agora é esperar o Troféu Imprensa, que também deve consagrar Mateus, Amor à Vida e, talvez, corrigir algumas injustiças do prêmio do Faustão.

Matéria publicada pelo Portal Overtube em 18/03/2014 às 10h29 AM

Top
%d blogueiros gostam disto: