Exclusivo: Sinopse oficial da novela “Boogie Oogie”

Giulia Gam - Portal Overtube

Portal Overtube – Estamos em 1978. Ano de Copa do Mundo. Donna Summer e Bee Gees incendeiam as noites cariocas. John Travolta é o ídolo do momento e Farrah Fawcett, a pantera, lança o corte de cabelo mais copiado do mundo. As pistas de dança são embaladas pelo ritmo da disco music. Seria um cenário perfeito para uma linda história de amor, não fosse um acidente aéreo. A caminho da Igreja, no dia de seu casamento com Sandra (Isis Valverde), Alex (Fernando Belo) presencia a queda do avião pilotado por Rafael (Marco Pigossi), que acabou de ficar noivo de Vitória (Bianca Bin). Na tragédia, quem morre é Alex (Fernando Belo), o herói que perde a vida ao salvar um desconhecido. Este é o ponto de partida de ‘Boogie Oogie’, a próxima novela das seis, que estreia no dia 4 de agosto, com autoria de Rui Vilhena, direção geral de Ricardo Waddington e Gustavo Fernandez e direção de núcleo de Ricardo Waddington. A trama conta uma história de encontros e desencontros durante uma época de efervescência e alegria, de tendências marcantes na moda, na música e no estilo de vida. O estado de espírito divertido e contagiante caminhava ao lado do anseio pela liberdade. Em meio a esse cenário único, Sandra e Vitória, duas jovens de personalidades completamente opostas – que até o acidente com o monomotor não se conhecem – descobrem que suas histórias de vida, na verdade, fazem parte de uma vingança. E que o sangue que corre em suas veias não é o mesmo que o dos supostos pais.

Enquanto Sandra está prestes a subir ao altar, Vitória recebe o tão esperado pedido de casamento de Rafael. De um lado, Sandra nos preparativos de uma cerimônia simples, porém cheia de amor. De outro, papéis picados caem do céu: Vitória, você quer se casar comigo? É o momento mais feliz da vida de duas jovens que nasceram na mesma data e têm suas vidas regidas pela mesma lua. Mas uma tragédia muda tudo e o destino provoca, como em um piscar de olhos, o encontro entre Sandra, Vitória e Rafael. Durante o romântico sobrevoo pela mansão de Vitória, o monomotor de Rafael apresenta problemas e cai. Em um ato de bravura, Alex, que está a caminho de seu casamento com Sandra, socorre o piloto. Ao retirá-lo das ferragens, no entanto, é ele quem fica preso e morre na explosão da aeronave. Desesperado ao saber que o homem que salvou sua vida estava a caminho do casamento, Rafael segue para a Igreja e descobre que a noiva é a mesma mulher que fez seu coração disparar na véspera da tragédia. Sandra e Rafael tinham se encontrado por acaso um dia antes do acidente.

Vestida de noiva, Sandra fica chocada ao receber a notícia da morte do noivo que acabou de falecer. O remorso e a compaixão tomam conta do jovem piloto. Atormentado pela nobre atitude de Alex, Rafael sente-se responsável pelo sofrimento de Sandra e, na tentativa de amenizar a dor da jovem, tenta ajudá-la a superar a perda. Vitória, por sua vez, não compreende a angústia do seu noivo e não suporta a piedade que ele tem por Sandra. Mimada, prepotente e agressiva, Vitória não larga o amado por nada. Quer marcar logo a data do casamento, mas Rafael hesita. Ele está em duvida do seu amor por Vitória. Uma das grandes incentivadoras dessa relação é Cristina (Fabíula Nascimento), que sempre empurrou Rafael para os braços de Vitória. Casada com Mário (Guilherme Fontes), tio de Rafael, Cristina vê no namoro do sobrinho com Vitória a chance de mudar de status social. O casal, que optou por não ter filhos para curtir a vida, cuida de Rafael e de seu irmão, Serginho (João Vithor Oliveira), desde que os dois ficaram órfãos.

Vitoria é a “princesinha da casa”, extremamente mimada pelo pai, Fernando (Marco Ricca). Mal humorado e de pavio curto, ele é o dono da agência de viagem Vip Turismo, que é coordenada com a ajuda do enteado Beto (Rodrigo Simas). A relação de pai e filha é tão forte que causa ciúmes em Carlota (Giulia Gam), mãe de Vitória. Com ela, a filha tem embates frequentes, cheios de bate-boca, geralmente contornados por Madalena (Betty Faria), “a apaziguadora”. Matriarca e dona da mansão na Gávea, bairro nobre do Rio de Janeiro, Madalena, mãe de Fernando, comanda o alto astral do ambiente. Dona de uma energia de fazer inveja, a vovó Madalena tem um verdadeiro coração de mãe. Agradecida pelo ato de coragem de Alex, ela ajuda a família do jovem a se recuperar da perda. Era Alex quem ajudava a mãe com as contas da casa. Com a sua morte, dona Augusta (Sandra Corveoni) começa a ter dificuldade para controlar as despesas.

Seu outro filho, Pedro (José Loreto), só quer saber de reconquistar Sandra. No passado, os dois tiveram um romance, mas depois Sandra o deixou por Alex. Agora, com a morte do irmão, Pedro acredita que o caminho até o coração da moça está livre. Ou melhor, quase. No caminho de Pedro há um obstáculo: seu chefe. Pedro conheceu Sandra e se apaixonou por ela logo após entrar para o exército e, no quartel, ocupar o cargo de ordenança do tenente-coronel Elísio (Daniel Dantas) – o pai da moça. Militar respeitado dentro e fora de casa, Elísio é um guardião dos bons costumes. Sua maior responsabilidade é educar os filhos como cidadãos exemplares. Sua esposa, Beatriz (Heloísa Périssé), compartilha do mesmo desejo. Além de Sandra, a filha mais velha, o casal tem outros dois herdeiros, Otávio (Jose Victor Pires) e Cláudia (Giovanna Rispoli). Pela felicidade dos três, Beatriz é capaz de tudo.

Os familiares das jovens Vitória e Sandra vivem em mundos opostos. Rica e frequentadora da alta sociedade carioca, a família de Vitória tem uma vida social agitada. Em contrapartida, a de Sandra vive no anonimato. Mais humilde, a rotina deles se resume à agitação da vizinhança de Copacabana, onde vivem. O acidente de Rafael provocou faíscas e intensos conflitos entre as famílias. Enquanto Sandra vive o luto, Vitória quer contar aos quatro ventos que está noiva. A discórdia entre as duas é suficiente para as duas famílias declararem guerra. Mas o pior ainda está para acontecer. Quando bebês, Sandra e Vitória foram trocadas na maternidade. Sem que ninguém soubesse, o crime, motivado por ciúmes, foi planejado por Susana (Alessandra Negrini), ex-amante de Fernando. Ele a dispensou quando descobriu que sua legítima esposa, Carlota, estava grávida. A desculpa caiu como uma luva para encerrar de vez com o romance extraoficial. Financiada por Fernando, Susana muda-se para Nova Iorque, mas não antes de trocar as crianças na maternidade.

O segredo de Susana, guardado há 20 anos, virá à tona quando ela retorna ao Brasil e descobre que Fernando, na verdade, tinha outra amante, Gilda (Letícia Spiller). Susana decide contar toda a verdade, para que a vingança se complete e ela acabe de vez com Fernando. A notícia da troca dos bebês cai como uma bomba e deixa todos em estado de choque. Beatriz descobre que Vitória, sua verdadeira filha, é quem sempre esteve em apuros quando ela sentia o coração apertado. Diante dos fatos, só resta realizar o teste de paternidade. Mas essa história não interfere apenas na família das duas jovens. Rafael e Serginho perderam os pais no incêndio do edifício Joelma, em 1974. Desde então, eles vivem com o irmão do pai, Mário, e sua mulher, Cristina. O tio recebeu os dois de braços abertos; já a esposa não gostou muito da ideia. Ela até tinha carinho pelos meninos, mas sabia das dificuldades financeiras que enfrentaria com a educação dos dois.

Apesar do marido afirmar que o esforço em educá-los seria um investimento para o futuro, que eles retribuiriam o amor e a dedicação do casal, Cristina não encarou bem a situação até enxergar no relacionamento de Rafael e Vitória a chance de mudar de vida. O sobrinho, no entanto, nunca esteve seguro quanto aos seus sentimentos por Vitória. Pressionado por Cristina, Rafael pede Vitória em casamento. Mas o seu reencontro com Sandra, no meio da tragédia que marcou suas vidas, mexem com os sentimentos do rapaz, que se vê apaixonado pela jovem.  Entre um conflito e outro, vem à tona a revelação da troca dos bebês, provocando uma reviravolta no triangulo amoroso. A partir daí, Sandra e Vitória terão que enfrentar o desafio de conhecer a vida que lhes foi tirada desde o nascimento. Nada será como antes.

Top
%d blogueiros gostam disto: