Marina Ruy Barbosa e a polêmica do papel higiênico preto

Marina Ruy Barbosa, a polêmica do papel higiênico preto

Marina Ruy Barbosa, a polêmica do papel higiênico preto

A atriz Marina Ruy Barbosa foi duramente criticada nesta terça-feira (24) por estrelar uma campanha supostamente racista de papel higiênico preto da marca Personal. A polêmica em si não estava no produto, mas no slogan usado pela campanha.

A campanha, divulgada ontem pela marca, usou como slogan o nome “Black is Beautiful”, cuja expressão foi usada pelo movimento negro nos anos 90 durante a luta de direitos civis. Diversos movimentos se posicionaram contra a propaganda.

Na tarde desta terça-feira (24), após inúmeras críticas, a mulher de Xandinho Negrão, que se vestiu de papel, resolveu deletar a foto da propaganda em seu Instagram. Até o momento a atriz não se pronunciou sobre o caso.

Em contrapartida, a imagem da atriz, que é um dos rostos mais pedidos pela publicidade, não deve ser manchada, visto que a criação da campanha partiu da agência Neogama. A Personal afirmou que o slogan sairia de circulação.

%d blogueiros gostam disto: