Resumo Semanal: Novela “Ribeirão do Tempo” – 11/12/2017 a 15/12/2017

Ribeirão do Tempo

Ribeirão do Tempo

Capitulo 200, segunda-feira, 11 de dezembro

Matheus fica irritado com a atitude de Tito. Newton o aconselha a esperar que Filomena e Tito se resolvam. Filomena pede para Tito demonstrar menos sua irritação, pois o trato dos dois está acabando e logo ele terá sua liberdade. Arminda e Marta estão preocupadas com Joca e pensam em uma maneira de inocentá-lo. Diana pede informações de Joca a Arminda e pede para que a Tia assuma que o ama. Jairo encontra Bill em sua caverna e o leva preso. Joca entra na garagem de Marta escondido e pede ajuda a ela. Marta pergunta se ele está ferido. Joca a acalma dizendo que a bala passou de raspão. Ele comenta que sua arma estava sem balas e estranha. Marta cuida dos ferimentos de Joca.

Jairo tenta fazer Bill falar, sem sucesso. Joca conta seu plano para Marta na tentativa de convencê-la a ajudar. Nicolau convida Karina para ir ao enterro do presidente e diz que precisa fazer discursos arrasadores. Ela o incentiva. Nicolau diz a Beatriz que seu pai quer que ele seja o novo presidente da República. Alfredo e Romeu conversam sobre a manchete de Jornal. Alfredo elogia uma mulher que passa por eles, sem saber que é Joca disfarçado. A mulher misteriosa vai ao solar, sem que ninguém note.

Marisa está preocupada com a situação de Querêncio e Elza tenta acamá-la. A mulher misteriosa entra no quarto de Arminda e a beija. Arminda se assusta e Joca revela que é ele. Flores manda Sereno mandar outra mensagem em nome do Comando Invisível. Ele diz que precisa que Nicolau seja eleito presidente para abrir portas para a revolução. Beatriz acusa Larissa de estar apaixonada por Érico. Sancha diz a Querêncio que prenderam Bill.

Joca pede a Arminda para escondê-lo no solar até achar uma solução. Ela hesita, mas acaba concordando. Marta diz a Jairo que a prisão de Bill não tem cabimento. Querêncio ordena que Jairo solte Bill. Arminda pede para que Joca fique em silêncio e diz que proibirá as empregas de entrar em seu quarto. Joca no quarto relembra do dia em que os federais foram atrás dele. E Joca se dá conta que caiu na armadilha de flores.

Capitulo 201, terça-feira, 12 de dezembro

Filomena discute com Tito por causa de sua implicância com Matheus. Matheus fica irritado com a atitude de Tito. Newton o aconselha a esperar que Filomena e Tito se resolvam. Filomena pede para Tito demonstrar menos sua irritação, pois o trato dos dois está acabando e logo ele terá sua liberdade. Arminda e Marta estão preocupadas com Joca e pensam em uma maneira de inocentá-lo. Diana pede informações de Joca a Arminda e pede para que a Tia assuma que o ama. Jairo encontra Bill em sua caverna e o leva preso. Joca entra na garagem de Marta escondido e pede ajuda a ela. Marta pergunta se ele está ferido. Joca a acalma dizendo que a bala passou de raspão. Ele comenta que sua arma estava sem balas e estranha.

Marta cuida dos ferimentos de Joca. Jairo tenta fazer Bill falar, sem sucesso. Joca conta seu plano para Marta na tentativa de convencê-la a ajudar. Nicolau convida Karina para ir ao enterro do presidente e diz que precisa fazer discursos arrasadores. Ela o incentiva. Nicolau diz a Beatriz que seu pai quer que ele seja o novo presidente da República. Alfredo e Romeu conversam sobre a manchete de Jornal. Alfredo elogia uma mulher que passa por eles, sem saber que é Joca disfarçado. A mulher misteriosa vai ao solar, sem que ninguém note. Marisa está preocupada com a situação de Querêncio e Elza tenta acamá-la. A mulher misteriosa entra no quarto de Arminda e a beija. Arminda se assusta e Joca revela que é ele.

Flores manda Sereno mandar outra mensagem em nome do Comando Invisível. Ele diz que precisa que Nicolau seja eleito presidente para abrir portas para a revolução. Beatriz acusa Larissa de estar apaixonada por Érico. Sancha diz a Querêncio que prenderam Bill. Joca pede a Arminda para escondê-lo no solar até achar uma solução. Ela hesita, mas acaba concordando. Marta diz a Jairo que a prisão de Bill não tem cabimento. Querêncio ordena que Jairo solte Bill. Arminda pede para que Joca fique em silêncio e diz que proibirá as empregas de entrar em seu quarto. Joca no quarto relembra do dia em que os federais foram atrás dele. E Joca se dá conta que caiu na armadilha de flores.

Capitulo 202, quarta-feira, 13 de dezembro

Sancha tenta acalmar Querêncio. Jairo permite que o prefeito converse com Bill e tente convencê-lo a falar. Querêncio vai até a cela de seu secretário e Bill diz que, se não for solto, contará o grande segredo que destruirá a cidade. Nicolau discursa na tribuna do senado e exige que a justiça seja feita. Ele insulta a polícia de Ribeirão. Flores assiste ao discurso pela TV e liga para o General. O professor decide que chegou o momento de lançar Nicolau para presidente da República. Sérgio assiste ao discurso com Andréa, Carmem e Sônia. Ele se impressiona com a semelhança entre as palavras do prefeito e o recado do Comando Invisível. Querêncio pede que Virgínia localize o Doutor Ventania para libertar Bill.

Jairo dá entrevista a uma equipe de televisão e diz que a polícia já está procurando por Joca, que se encontra foragido. Léia não se conforma por ser obrigada a prestar depoimento. Ela exige um telefonema e Cardoso acata. Léia liga para Flores e, desconsertada, diz não saber o que fazer. O professor decide ir até a delegacia. Arminda confia um bilhete a Andréa e pede que seja entregue para Marta. Flores chega na delegacia e a investigadora pede que ele aguarde enquanto Jairo toma um depoimento. Ela sai para dar uma volta e pede que Cardoso cuide de tudo. Andréa chega e entrega o bilhete para Marta. No papel está escrito que Joca está a salvo e que manterão contato através de sua secretária.

Filomena chama Mateus para acompanhá-la até a cidade. Querêncio vai até o bar e diz para Alfredo e Romeu que tem algo para contar. Léia é liberada. Desorientada, é guiada por Flores até sua casa. Querêncio fala com seus companheiros de bar sobre a ameaça de Bill e o misterioso segredo que pode acabar com a cidade. Clorís conversa com Iara e diz que manterá Ari e Flores em banho-maria para depois decidir quem vai merecê-la. Arminda chega em sua casa e pede que Elza leve o jantar em seu quarto. Ela entra no quarto e beija Joca, que a aguardava.

Capitulo 203, quinta-feira, 14 de dezembro

Clorís liga para Flores e o convida para sair. Ele recusa dizendo que está cansado. Sancha tenta acalmar Léia. Ela diz que Flores não acredita na inocência de Joca e acha que ele entrou em surto. Arminda diz a Joca que a notícia repercutiu no mundo inteiro e que mostraram sua foto na televisão. Ari diz a Iara que não duvida de que Querêncio tenha envenenado o presidente. Iara acha que foi mais de uma pessoa. Clorís diz a Ari que estava preocupada com ele e pede para que ele a convide para sair. Diana estranha Arminda comer no quarto. Arminda conta a Joca sobre o discurso de Nicolau. Ela diz que teve a impressão de que ele planeja algo. Filomena e Mateus vão à casa de Sancha saber notícias de Léia.

Sereno diz a Flores que a mensagem do Comando Invisível está rodando o mundo. O professor fica feliz por seus planos estarem dando certo. Clorís e Ari conversam no Agito. Flores chega e Clorís diz para Ari que o professor está lhe paquerando. Ari fica irritado. Ela convida Flores para sentar. Filomena diz a Léia que Joca não é um assassino e a abraça. Flores, Ari e Clorís conversam sobre o pronunciamento de Nicolau e sobre a fuga de Joca. O detetive fica preocupado com sua mãe. Arminda sugere que ele a avise que está bem, mas ele diz que não pode confiar em Léia. Flores e Ari querem levar Clorís para casa e ela sugere que eles tirem na sorte. Filomena chega à pousada com Mateus e Tito não gosta de vê-los juntos. Flores e Ari tiram cara ou coroa, o professor ganha e leva Clorís para casa.

Filomena reclama com Tito sobre a implicância com Mateus. Tito diz que seu lance com Mateus é estritamente profissional. Mateus diz a Iara e Newton que não aguentará mais provocações de Tito. Flores pergunta a Clorís se ela está tendo algo com Ari. Ela diz que ele deu em cima dela e que a pediu em casamento. Clorís completa que caso o professor não a peça em casamento ela vai ceder à insistência de Ari. Clorís liga para Jumento e diz que Flores a pediu em casamento. Ari, transtornado, diz que ele não desistirá dela. Clorís fica satisfeita com a reação de Ari. Karina conta a Célia, Bruno e Teixeira que Nicolau é muito respeitado em Brasília. Jairo pega Bill pelos cabelos e o sacode na tentativa de fazê-lo falar.

Bill diz que se contar o segredo, a cidade vai acabar. Ventania diz a Marisa e Querêncio que logo conseguirão soltar Bill. Ele completa que talvez o país volte para a ditadura militar e que a morte do presidente é positiva financeiramente para o turismo de Ribeirão. Marisa diz a Querêncio que se ele usar a farda novamente irá embora de casa. Diana bate na porta de Arminda, que se assusta. Joca pergunta se não é melhor contar a ela que ele está escondido. Arminda diz que não, pois ela é uma criança. Diana fica triste com o sumiço de Joca e Arminda decide dar notícias para menina. Ela diz que Joca está bem e que ela precisa manter segredo. Beatriz diz para Karina tomar cuidado, pois logo Nicolau a matará.

Capitulo 204, sexta-feira, 15 de dezembro

Célia conversa com Bruno e demonstra estar preocupada com a relação de Karina com Nicolau. Ela sugere que eles pressionem o senador para forçar a união matrimonial do casal. Karina conversa com Nicolau e diz que Beatriz avisou que ele irá matá-la. O senador ignora, devido ao estado mental de sua mãe. Sereno vai até Marta e pergunta se eles já podem dormir juntos, como já tinha sugerido antes. A investigadora desconversa e o convence a jantar na sua casa em breve, com o objetivo de descobrir seus segredos. No café da manhã, Querêncio fala com Diana e Arminda sobre a ameaça do segredo de Bill.

O prefeito se retira da mesa e vai até seu quarto. Quando chega ao local, se depara com Marisa, reflexiva. Ela diz que pensa em várias coisas, entre elas, a separação. Bill é solto graças a um habeas corpus obtido pelo advogado Ventania. Incomodado com a presença dos policiais na cidade, Querêncio decide improvisar um mini-comício abstendo todos os integrantes de seu governo da culpa. Os populares aplaudem. Flores vibra ao ver no jornal matérias elogiando o discurso de Nicolau. Ele liga para o senador e lhe dá as boas notícias.

Lincon se irrita ao ler a notícia no jornal e decide iniciar um movimento para desmascarar Nicolau. Iara adverte Clorís e diz que ela deve escolher um de seus pretendentes para não causar problemas com Ari e Flores. A mãe de Tito decide que aquele que ligar primeiro será o escolhido. Na mesma hora, o seu celular e o telefone da pousada tocam. Iara atende o fixo e dispensa Flores. Clorís fala com Ari e o chama para um encontro. Lincon vai até Alfredo e Romeu para pensar em uma forma de derrubar Nicolau.

Patrícia fala com Arminda e conta que seu marido pretende reunir pessoas que conhecem a índole do senador para desmascará-lo. A executiva concorda em participar. Lincon chama André para conversar e pergunta o que está sendo noticiado pelo Comando Invisível. O jornalista abre os olhos de Sônia e André para que não se deixem enganar. Arminda conta para Joca que há um plano em ação visando levar Nicolau à presidência da República.

Top
%d blogueiros gostam disto: