Segundo Sol: Dodô recrimina Beto, e diz que o dinheiro dele é maldito

Dodô (José de Abreu) em Segundo Sol

Dodô (José de Abreu) em Segundo Sol

Ainda chateado por Valentim (Danilo Mesquita) ter dito que ele era um encostado, Beto (Emilio Dantas) vai até o bar de caranguejo de Dodô (José de Abreu) para conversar, e acaba ouvindo um sermão do patriarca da família Falcão nos próximos capítulos de Segundo Sol. Dodô dirá que se recusou a ir no evento organizado por Laureta (Adriana Esteves) em homenagem à morte do cantor por não querer participar da farsa coletiva que a família se transformou.

“Não tem dinheiro que pague paz de espírito, Beto”, diz o dono do bar ao filho, e entrega a ele um envelope com dinheiro: “Toma, é isso que você veio fazer aqui, não é, pegar esse maldito dinheiro dos seus direitos autorais…”, “Cada mês esse envelope vem mais magrinho…”, percebe Beto, e ouve do pai que prefere que o dinheiro acabe logo. “Tomara que acabe logo! Pra quê que você quer isso? Pra comprar mais um relógio? Mais uma bolsa pra sua mulher? Foi pra isso que você se vendeu, que você deu sua vida…”. comenta.

Resumo Semanal: Novela “Segundo Sol” – 28/05/2017 a 02/06/2017

“Tenha dó, meu pai! Já tive que escutar de Valentim que sou um encostado… agora o senhor, que sabe que esse dinheiro é meu por direito, vai me crucificar também?”, pergunta Beto. “Esse dinheiro é fruto dessa mentirada toda, que numa maldita hora eu concordei em ajudar, por desespero! Hoje tenho vergonha de ter deixado isso acontecer… tenho vergonha do homem que você se tornou, Beto… um fanfarrão, um zero à esquerda que não faz nada na vida”, diz Dodô deixando o filho chateado.

Beto argumenta que o dinheiro foi que tirou a família do buraco e ajudou a pagar os estudos de Ionan (Armando Babaioff), a carreira de Clóvis (Luís Lobianco), e ainda financiou as cirurgias que o pai e a mãe precisaram. “Ao contrário, Beto! Esse dinheiro é maldito! É por ele que Ionan tem que mentir pra mulher dele, ou você acha que ele gosta de enganar a Doralice? O Clóvis virou um parasita, iludido que tem algum talento, e você alimenta isso! Você acha que foi justo o Valentim crescer acreditando que é órfão de pai? Aliás, só falta ele se tornar um vagabundo igual a você, que vive a vida pra nada, pra farrear, pra esbanjar! Que família é essa que a nossa virou, me diz!”.

%d blogueiros gostam disto: