Mulher se 'inspira' em Laureta de Segundo Sol e mata a própria mãe com injeção de ar | Portal Overtube

Tragédia: Mulher se ‘inspira’ em Laureta de Segundo Sol e mata a própria mãe com injeção de ar

Laureta (Adriana Esteves) em Segundo Sol

Laureta (Adriana Esteves) em Segundo Sol

A novela de João Emanuel Carneiro, Segundo Sol, serviu supostamente de inspiração para uma tragédia familiar. Paloma Botelho de Vasconcellos, de 21 anos, matou a própria mãe com injeção de ar, o mesmo modo que Laureta (Adriana Esteves) usa para matar seus inimigos sem deixar rastros. O crime ocorreu no dia 2, no Rio de Janeiro – mesmo dia em que a cafetina matou Galdino (Narcival Rubens). Com informações do site Notícias da TV.

Na trama, Laureta matou Januária (Zeca de Abreu) da mesma forma e, até hoje, não descobriram que a morte foi criminal. Da mesma forma que na ficção, Dircelene Botelho foi enterrada na última quarta-feira (03) sem qualquer suspeita da polícia e familiares, como se tivesse tido uma morte natural. Contudo, o padrasto de Paloma descobriu o assassinato depois de rever as imagens do circuito de imagens das câmeras.

De acordo com a Polícia Civil, Paloma teve a ajuda do namorado, Gabriel Neves, 26 anos. Antes de aplicarem a injeção de ar, os dois tentaram asfixiar a comerciante com um saco plástico.

Segundo o inspetor responsável pelo caso, Paloma admitiu que se inspirou na cena de Laureta. “Eles aplicaram um pano com formol no nariz da vítima. Depois a ‘colocaram no saco’, como no filme Tropa de Elite [2007], amarrando com uma fita na cabeça”, disse ao Notícias da TV o inspetor da Polícia Civil Alexandre Gheren, 44 anos, da 105ª DP, em Petrópolis. “A Paloma admitiu no depoimento que, como a mãe ainda se mexia depois da asfixia, usou a injeção da Laureta para matá-la”, contou.