Sabrina: Templo Satânico e Netflix fazem 'acordo amigável' após processo | Portal Overtube

Sabrina: Templo Satânico e Netflix fazem ‘acordo amigável’ após processo

Baphomet aparece em cena de O Mundo Sombrio de Sabrina; caso foi resolvido de forma amigável (Reprodução)

Baphomet aparece em cena de O Mundo Sombrio de Sabrina; caso foi resolvido de forma amigável (Reprodução)

O Mundo Sombrio de Sabrina chegou à Netflix em outubro fazendo bastante sucesso entre os jovens e sendo uma das séries mais comentadas da plataforma. No entanto, a empresa precisou lidar com um sério problema nos bastidores.

O Templo Satânico acionou tanto a empresa de serviços de streaming quanto a Warner Bros. Entertainment no início deste mês. A alegação era de que elas teriam se apropriado do monumento Baphomet, divindade de cabra que costuma ser associada a Satã, protegida por direitos autorais de sua organização.

Lucien Greaves, cofundador do Templo Satânico, informou no final de outubro que faria uma reivindicação por conta dos direitos autorais do monumento que, segundo ele, além de representar uso indevido da imagem, ainda era usado como algo maligno pela produção da série.

Após apresentar a ação em um tribunal federal, o advogado falou em nome do Templo. “Este caso apresenta, entre outras coisas, um exemplo da explicação da proteção dos direitos autorais que a lei de direitos autorais protege expressões únicas, mas não as próprias ideias. O que torna este caso particularmente impressionante e significativo é que ele surge no contexto de réus que são empresas de produção e distribuição de mídia altamente sofisticadas que descaradamente apropriaram-se indevidamente da expressão de uma ideia do demandante, apesar de terem uma longa história de proteger vigorosamente sua própria propriedade intelectual”, dizia o documento apresentado por ele.

Acordo amigável

O caso parece ter sido resolvido nesta quarta-feira (23). Isso porque a Warner Bros. e o Templo Satânico chegaram a um acordo amigável a respeito do processo, cujo intuito era cobrar um valor de US$ 50 milhões e garantir uma liminar que obrigasse a série a dar os devidos créditos aos criadores da estátua.

De acordo com o Deadline, embora a Netflix e a Warner não tenham se pronunciado, Lucien Greaves comentou o acordo. “O Templo Satânico tem o prazer de anunciar que o processo recentemente aberto contra a Warner Bros. e a Netflix foi resolvido amigavelmente. Os elementos únicos da estátua de Baphomet do Templo Satânico foram reconhecidos nos créditos de episódios que já foram filmados. Os termos restantes do acordo estão sujeitos a um acordo de confidencialidade”, disse ele.

Com informações do site Adoro Cinema.

COMENTÁRIOS DO FACEBOOK
Top