Juliana Paiva se torna a nova queridinha da Globo e ameaça posto de Marina Ruy Barbosa e Bruna Marquezine

Juliana Paiva se torna a nova queridinha da Globo e ameaça posto de Marina Ruy Barbosa e Bruna Marquezine

Marocas (Juliana Paiva) em O Tempo Não Para

Marocas (Juliana Paiva) em O Tempo Não Para

Lançada em Malhação como Fatinha, Juliana Paiva tem surpreendido com a sua evolução à frente das novelas globais. Segundo o colunista Leo Dias, o desempenho da atriz como protagonista de O Tempo Não Para agradou os diretores da casa.

Em O Tempo Não Para, Paiva deu vida a Marocas, uma congelada do século passado.

Embora a trama tenha registrado queda em audiência ao longo de sua exibição, a atriz, segundo Leo Dias, subiu de patamar e está agradando tanto quanto as principais estrelas da casa.

Juliana Paiva é ameaça para Marina e Bruna?

Isso significa que o posto de estrelas jovens de Marina Ruy Barbosa e Bruna Marquezine está ameaçado na Globo. As duas, nos últimos anos, não acertaram em uma novela.

Bruna, em Deus Salve o Rei, deu a vida a vilã Catarina. O seu desempenho à frente do papel criticado pelos telespectadores e especialistas. Chegaram inclusive a chamar a atriz de robô.

Já Marina, no ar em O Sétimo Guardião, também não convenceu como mocinha. A química com o par, vivido por Bruno Gagliasso, não aconteceu, e Aguinaldo Silva já trabalha para convencer um romance entre Luz e Junior (José Loreto).

Na Globo, Paiva deslanchou na 20ª temporada de Malhação, quando interpretou a divertida Fatinha. Ela, no entanto, fez participações em novelas globais, como Viver a Vida, Cama de Gato, Ti Ti Ti e Cheios de Charme.

Depois, fez um dos personagens principais de Além do Horizonte. No ano seguinte, voltou ao ar em Malhação como Fatinha e posteriormente integrou o elenco de Totalmente Demais.

Por último, deu vida a Simone Garcia em A Força do Querer, em 2016, e protagonizou O Tempo Não Para, dois anos depois.

Sendo uma das queridinhas da Globo, não demorará muito tempo para Juliana Paiva ser confirmada nas próximas produções globais.

Top