Crítica: BBB19 chega ao fim na Globo e não vai deixar saudades

Crítica: BBB19 chega ao fim na Globo e não vai deixar saudades

O BBB19 chega ao fim na noite desta sexta-feira (12) e não vai deixar saudades (Reprodução)

O BBB19 chega ao fim na noite desta sexta-feira (12) e não vai deixar saudades (Reprodução)

Globo exibe na noite desta sexta-feira a final de mais uma edição do Big Brother Brasil. O BBB19 chega ao fim sem deixar um gostinho de “quero mais” nos telespectadores.

O grande trunfo do programa é a sua força nas redes sociais. Independente da audiência conquistada pela emissora durante as exibições diárias da atração, o tema está sempre em alta nas outras plataformas e, a qualquer hora do dia, é um dos assuntos mais comentados.

No BBB19 não foi diferente: subiu hashtags praticamente em todas as semanas, os nomes dos confinados chegaram ao topo dos tópicos, o apresentador Tiago Leifert ganhou a mídia várias vezes, entre outros feitos. As provas sempre foram muito comentadas e os paredões – principalmente os últimos – bateram recordes de votação.

Mas seria tudo isso o suficiente para que a edição chegue ao fim com o saldo positivo? Não, não é o suficiente. Na maioria das vezes em que o programa é citado, os internautas estão reclamando. Reclamando do elenco da temporada, reclamando da apresentação de Leifert, da edição da Globo e, principalmente, das polêmicas causadas pelos confinados.

Elenco morno, telespectador entediado

O que mais marcou o BBB19 foi a falta de atitude e de posicionamento dos concorrentes. Quando falamos em Big Brother, sabemos que o público espera confusão, gritaria e, se as regras permitissem, até puxão de cabelo. Não chegamos nem perto.

A direção do reality show bem que tentou fazer algumas coisas diferentes para animar a casa logo no começo, mas o tiro saiu pela culatra. O primeiro paredão, por exemplo, contou com nada menos que 15 participantes. O público, então, optou por eliminar o mineiro Vinícius, que mal teve tempo de mostrar a que veio.

Durante essa berlinda, o chamado “Quarto Sete Desafios” foi criado. A ideia inicial era de que ele trouxesse mais gás ao programa, mas isso não aconteceu. Na realidade, o aposento serviu apenas para aproximar Paula e Hariany, que acabaram formando uma forte amizade. E para não dizer que foi só isso, foi divertido acompanhar as trapalhadas do trio (que também contava com Hana).

Desde o início, a casa se separou em dois grupos, chamados externamente de Villa Mix e Baile da Gaiola. O primeiro deles foi quase todo dizimado ainda no início da edição, com uma eliminação atrás da outra. Até aquele momento, os participantes do grupo rival pareciam fortes.

O problema é que a dupla Hariany e Paula foi, aos poucos, conquistando o coração dos brasileiros. E talvez more por aí um dos problemas dessa temporada: o que as duas tinham de tão bom a oferecer ao programa? Discutiremos mais abaixo o caso da mineira.

Edição marcada por polêmicas

A edição já começou trazendo duas fortes polêmicas. A primeira foi uma eliminação antes mesmo do programa começar. Fábio Alano já havia sido anunciado, mas não pôde entrar na casa por ser patrocinado. O ex-candidato é lutador de MMA.

Ainda nas vésperas da estreia, Vanderson recebeu uma série de denúncias graves e um inquérito foi aberto contra ele. Por precisar prestar esclarecimentos para a Polícia Civil, o biólogo acabou sendo expulso do programa ainda na segunda semana.

Com o jogo em curso, outras polêmicas começaram a aparecer. O mineiro Maycon, por exemplo, não pensava antes de fazer seus comentários – muitos deles considerados preconceituosos e até de apologia a maus tratos contra animais.

Ele chegou a dizer que perdeu sua virgindade com uma bezerra, o que gerou um imenso burburinho fora da casa. Depois de eliminado, ele disse que era apenas uma brincadeira. Mas a pergunta é: por qual motivo o telespectador acharia essa brincadeira saudável ou divertida?!

Quando uma pessoa se dispõe a entrar no Big Brother Brasil, ela deve, no mínimo, se lembrar de um detalhe. Enquanto está confinada, suas ações são julgadas o tempo todo pelo público de fora. A opinião das pessoas que participam do programa com você são importantes por pura estratégia de jogo, mas não garantem em nada a sua permanência na disputa.

Sendo assim, aquele que participa do BBB deveria entender que seus comentários precisam ser pensados e repensados, acima de tudo em temas polêmicos. Maycon não conseguiu se safar usando a velha desculpa da “espontaneidade”. Foi eliminado com rejeição. E merecidamente.

Espontaneidade x preconceito

A história, no entanto, é um pouco diferente com relação à Paula. Ela foi acusada de racismo por ter feito diversas declarações polêmicas durante sua passagem pelo BBB19. Em uma ocasião, chegou a dizer que seu “Deus era maior” quando viu Rodrigo e Gabriela dançando uma música que remetia ao Candomblé. Uma investigação está sendo feita sobre o caso e os dois participantes prestaram depoimentos contra ela.

O caso da mineira é distinto, acima de tudo porque acendeu uma discussão bastante importante: o Big Brother Brasil é apenas um instrumento de entretenimento? Sim. O programa serve para divertir o telespectador e não para informar ou ensinar.

Male vale a pena lembrar que tudo e qualquer coisa que qualquer pessoa diga em rede nacional vai chegar a milhões de outras pessoas. Isso significa que é importante medir o que se diz, independente do motivo de cada um estar ali. A Globo, é claro, não comprou o formato na intenção de criar um programa cheio de debates como o racismo.

A presença de Rodrigo e Gabriela, no entanto, é fundamental. É muito importante que alguém tenha coragem o suficiente pra ir à luta, deixando alguns sonhos de lado para buscar aquilo que é importante para a sociedade como um todo. E foi exatamente isso que Gabriela – mais do que ninguém – fez.

Ela deixou seu jogo de lado pra lutar por aquilo que acredita. Para Gabriela, é muito mais importante deixar o programa e continuar fazendo a diferença fora da casa do que sair de lá milionária sem ter mostrado quem ela realmente é. E, na minha posição de telespectador, foi importante conhecer uma figura como ela. Inspira.

No que diz respeito à Paula, caberá a ela se explicar quando deixar o confinamento. Caberá a ela responder pelas acusações, explicar o que foi dito, o motivo de ter sido dito. Mas ninguém pode tirar o direito do público de se incomodar com comentários tão ignorantes, independente deles terem sido feitos de modo pejorativo ou não.

Se você está interessado em participar do Big Brother Brasil no ano que vem, vale a pena te lembrar: use tudo o que aconteceu nessa edição pra repensar o seu desejo de participar do programa. Nem todo mundo está preparado pra ele.

E cabe dizer: sair do Big Brother Brasil com R$ 1,5 milhão de reais pode não ser tão gostoso e gratificante quanto sair com a cabeça erguida.

*O texto acima não reflete a opinião do Portal Overtube e é de responsabilidade do autor.

Top