Após apoiar Bolsonaro, Record é a emissora que mais recebeu dinheiro do governo; aumento foi de 659%

Após apoiar Bolsonaro, Record é a emissora que mais recebeu dinheiro do governo; aumento foi de 659%

Jair Bolsonaro em entrevista para a Record TV

Jair Bolsonaro em entrevista para a Record TV

No primeiro trimestre de 2019, a Record e o SBT receberam mais dinheiro de verbas publicitárias do governo, este comandado por Jair Bolsonaro, que a Globo. Segundo o site UOL, é a primeira vez na história que as emissoras superam a platinada neste quesito. Para chegar à conclusão, a reportagem baseou-se em dados da Secom (Secretaria Especial de Comunicação), vinculada ao Palácio do Planalto.

De acordo com o levantamento, a Record recebeu nestes primeiros três meses R$ 10,3 milhões. Em 2018, a emissora de Edir Macedo recebeu R$ 1,308 milhão. Ou seja, um crescimento de mais de 600%. O SBT também registrou um crescimento significativo. De R$ 1,1 milhão no ano passado, o canal de Silvio Santos recebeu R$ 7,3 milhões no mesmo período – aumento de 511%.

Contudo, não foram somente a Record e o SBT que cresceram em faturamento via verbas do governo. As Organizações Globo apresentaram um crescimento de 19%, saindo de R$ 5,9 milhões para R$ 7,07 milhões. Apesar disso, ficaram em terceiro lugar no ranking de qual emissora recebeu mais dinheiro do governo.

Cabe lembrar que a Record, quase abertamente, apoiou a candidatura de Jair Bolsonaro na época das eleições. Em todos os momentos marcantes, da facada à eleição, o então candidato concedeu entrevistas exclusivas ao canal de Edir Macedo, figura da qual apoiou publicamente o parlamentar.

Top