Autor do Isso a Globo Não Mostra fala sobre boicote de apoiadores de Bolsonaro: "Humor é oposição"

Autor do Isso a Globo Não Mostra fala sobre boicote de apoiadores de Bolsonaro: “Humor é oposição”

Isso a Globo Não Mostra é um dos maiores sucessos do Fantástico (Reprodução)

Isso a Globo Não Mostra é um dos maiores sucessos do Fantástico (Reprodução)

Globo mudou muitos nos últimos tempos. Prova disso são seus programas de humor, como o Tá No Ar, que teve sua última temporada exibida nos últimos meses, e o novo Zorra.

Os responsáveis pelos humorísticos estão tendo muito mais liberdade para escrever os quadros e as esquetes estão cada vez mais políticas. Além de questionar o cenário brasileiro atual, os programas podem, inclusive, fazer alusão e paródias de atrações de fora da emissora carioca. Há alguns anos, isso era inimaginável.

Um dos maiores sucessos do canal em humor, no entanto, tem pouquíssimo tempo no ar. Se trata do Isso a Globo Não Mostra, quadro do Fantástico que dura entre 4 e 5 minutos. A estreia aconteceu há cerca de três meses e mexeu muito com a internet.

Desde então, todos os domingos ele ganha muitos comentários e é amplamente compartilhado durante a semana. Ele já transformou alguns momentos da emissora em meme, como a convidada de Ana Furtado no É de Casa que explica como fez uma carteira com apenas ‘3 reais’.

LEIA TAMBÉM: MARCO PIGOSSI NÃO TEM PLANOS DE VOLTAR À GLOBO

Marcius Melhem fala sobre o Isso a Globo Não Mostra

O ator e autor, Marcius Melhem é um dos idealizadores, ao lado de Daniela Ocampo, do quadro do show da vida. Ele foi procurado pelo portal UOL e falou a respeito do processo de criação da atração.

Ele conta que os autores sugerem várias ideias, acionam a pesquisa, fazem o rascunho da edição e burilam as melhores. “A edição não fecha nunca. Às vezes, mexemos no quadro até poucas horas antes do programa. Estamos muito felizes com a repercussão, é um quadro que dialoga muito bem com os temas da sociedade e com a linguagem digital”, conta Marcius.

O que tem incomodado muita gente são as esquetes políticas, que fazem bastante oposição ao governo Bolsonaro. Tanto que fizeram uma campanha para boicotar o quadro. Para Melhem, é uma das funções do humor tentar criar um debate público e apontar incoerências.

As críticas, inclusive, não barram os autores do Isso a Globo Não Mostra durante a criação. “Humor é oposição sempre. Não temos partido e somos críticos a qualquer lado. Mas é óbvio que quem governa, quem domina a máquina pública, está mais exposto, porque está influindo diretamente no dia a dia dos brasileiros. Acho que estamos bem atentos e críticos”.

Top