Ex-BBB5, Tati Pink elogia Grazi Massafera e detona Jean Wyllys: "Uma pessoa que se corrompe" - Portal Overtube Ex-BBB5, Tati Pink elogia Grazi Massafera e detona Jean Wyllys: "Uma pessoa que se corrompe" - Portal Overtube

Ex-BBB5, Tati Pink elogia Grazi Massafera e detona Jean Wyllys: “Uma pessoa que se corrompe”

Tati Pink, Grazi Massafera e Jean Wyllys na ocasião do BBB5 (Reprodução)

Tati Pink, Grazi Massafera e Jean Wyllys na ocasião do BBB5 (Reprodução)

BBB5 foi uma das edições de maior sucesso da história do programa da Globo. A atração, que foi ao ar em 2005, mostrou uma casa totalmente dividida entre o grupo de “vilões” liderado por Rogério Padovan e os “mocinhos”, com Tati PinkGrazi Massafera Jean Wyllys.

Naquela ocasião, o grupo deu tão certo que conseguiu eliminar os oponentes com grandes porcentagens, E eles pareciam ter uma grande amizade, ao menos na casa mais vigiada do Brasil. Tantos anos depois, no entanto, essa relação já não existe mais.

Foi o que Tati Pink contou em uma entrevista concedida ao portal UOL. E ela aproveitou para tecer elogios à Grazi Massafera, que atualmente é atriz e brilha como a protagonista de Bom Sucesso. A admiração não é a mesma com relação à Jean Wyllys, no entanto.

“Um grande sucesso para mim é fazer bem o que você se dispõe. Não acho que uma pessoa que está na televisão e que ganha muito dinheiro tem grande sucesso. Grazi para mim é uma mulher de grande sucesso porque foi Miss, participou do Big Brother e quebrou grandes barreiras. Eu respeito a história dela. Para mim, ela é a garota propaganda número um do Brasil”, elogia.

Pink detona Jean Wyllys

Embora fossem muito amigos na época do jogo, o relacionamento entre Jean e Tati nunca foi o mesmo fora do BBB5. “Tivemos uma amizade maravilhosa na casa, mas logo depois nos afastamos porque já não pensávamos igual. Não é porque vivemos juntos três meses na casa que vamos viver 30 anos. Geralmente, em uma amizade se pensa parecido”, opina.

“Não vou ser amiga de uma pessoa que se corrompe, que gosta de falar mal dos outros. No caso de Jean, não acho que ele tem grande sucesso. Não acho que ele teve uma influência positiva na política e nem que colaborou para grandes coisas. Ele levantou uma bandeira da vergonha, que deixou de ser colorida para ser vermelha. Acho que ele mudou de lado. Ele não é um político de grande sucesso”, detona.

Ela ainda criticou Wyllys por ter, no início de 2019, renunciado a seu mandato de deputado federal pelo PSOL. Naquela ocasião, ele disse que vinha sofrendo ameaças de morte. Por conta disso, largou sua vida política por aqui e deixou o Brasil.

“Como você pega o número de votos que ele teve e, independentemente se está com medo ou não, e diz, ‘muito obrigado, mas eu não quero estar aqui porque estou com medo e sofrendo ameaças’. Não concordei. Não é fácil para ninguém. Já pensou se me ligassem e falassem, ‘você abandona os seus filhos ou vou lhe matar’. Quem é a mãe que faz isso? Acho que faltou para ele responsabilidade com as pessoas que votaram e confiaram nele”, afirma.

No que diz respeito à seu posicionamento político, Tati Pink garante que não é de esquerda ou de direita. “Não gosto de ser representada por homens. Não gosto de pessoas mentirosas, que para se elegerem falam o que as pessoas querem escutar. Eu odeio gente radical”.

Por falar em Big Brother Brasil, a nova edição do reality show estreia na Globo nesta terça-feira, logo depois de Amor de Mãe.

Top