BBB 21: Após denúncias, polícia investiga suposta intolerância religiosa no reality - Portal Overtube BBB 21: Após denúncias, polícia investiga suposta intolerância religiosa no reality - Portal Overtube

BBB 21: Após denúncias, polícia investiga suposta intolerância religiosa no reality

Karol Conká

Karol Conká

As polêmicas envolvendo alguns participantes do BBB 21 estão ganhando novos capítulos todos os dias. Agora, a polícia está apurando uma denúncia de intolerância religiosa supostamente praticada na casa mais vigiada do Brasil.

Dessa vez, a Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância) instaurou um inquérito para apurar a denúncia envolvendo os participantes Karol ConkáLumenaNego Di Projota.

De acordo com informações divulgadas pelo portal UOL, que recebeu um comunicado através da assessoria de imprensa da Polícia Civil do Rio de Janeiro, as autoridades vão solicitar o envio de imagens da TV Globo.

Veja também:

Tiago Leifert pede para deixar a apresentação do BBB, diz colunista

Karol Conká acusa Carla Diaz de racismo no BBB21: “Pedirá pra me chamarem de macaca”

A suposta intolerância religiosa

O responsável pela denúncia foi o deputado estadual Átila Nunes (MBD-RJ). Ele cita uma ocasião em que os participantes citados acima conversavam no jardim da casa a respeito de Lucas Penteado, que já foi eliminado do reality show.

Durante a conversa, os quatro relembravam uma discussão que Lumena teve com Lucas. “Eu xangozei”, afirmou Nego Di, que é humorista. No caso, trata-se de um trocadilho no mínimo desrespeitoso com Xangô, um orixá da Umbanda e do Candomblé.

O tom debochado da conversa prosseguiu entre os confinados na sequência, o que incluiu Karol Conká e Projota. Além do deputado, muitos telespectadores também criticaram a postura dos participantes e o vídeo viralizou nas redes sociais.

Receba as notícias do BBB21 em primeira mão em nosso grupo do Telegram
Clique aqui!

Veja abaixo o vídeo:

Top