BBB19 tem show de racismo em festa e público detona nas redes sociais - Portal Overtube BBB19 tem show de racismo em festa e público detona nas redes sociais - Portal Overtube

BBB19 tem show de racismo em festa e público detona nas redes sociais

Rodrigo no BBB19 (Reprodução/Globoplay)

Rodrigo no BBB19 (Reprodução/Globoplay)

Durante a festa deste sábado (09) do BBB19, o Twitter emplacou nos seus assuntos mais populares a hashtag #BastaDeRacismoNoBBB. Quem acompanhava o reality show, seja pelo pay-per-view ou pelo Globoplay se surpreendeu com o show de racismo. O assunto já vem sendo discutido há algum tempo, com Paula em foco. Agora, o vilão da vez foi Maycon.

Na web, o público demonstrou seu repúdio a atitude de Maycon. O mineiro abandonou a festa e se isolou no quarto e disse ter sentido arrepios e ouvido vozes. Tudo isso após ver Gabriela e Rodrigo, negros, cantando músicas na festa que ele considerou “esquisitas”.

Uma das canções que Maycon se referiu era “Identidade”, de Jorge Aragão. A música fala sobre racismo e valorização do negro. Quando Gabriela e Rodrigo cantavam e dançavam a música juntos, Maycon foi para o quarto. Logo depois, disse a Diego que não iria voltar pra festa.

“Tá o Rodrigo e a Gabi lá… com umas músicas muito estranhas”, falou o vendedor de queijos.

Em seguida, Maycon chegou a voltar para a festa. No entanto, disse ter ouvido vozes ao ver Rodrigo e Gabi juntos.

“Escutei: Não faça igual eles’. Aí veio Jesus Cristo na minha mente e, tipo assim, para a vida, não aqui, para a vida inteira… se você fazer [sic] igual eles, eles ganha [sic] mais força”, disse o mineiro.

Paula também demonstrou racismo no BBB19

Essa não é a primeira vez que um participante do BBB19 tem um posicionamento preconceito. Como já citamos anteriormente, Paula foi uma das protagonistas deste momento. A participante tratou de forma pejorativa a religião de Rodrigo.

“Tenho medo dele… Ele fala com os Oxum dele… Nosso Deus é maior”, afirmou.

A fala da participante foi considerada pelo público como um posicionamento de racismo religioso, ou seja, quando há preconceito contra uma religião africana.

Confira a repercussão nas redes sociais:

Top