Ultraman chega à Netflix totalmente repaginado e em versão anime; saiba detalhes - Portal Overtube Ultraman chega à Netflix totalmente repaginado e em versão anime; saiba detalhes - Portal Overtube

Ultraman chega à Netflix totalmente repaginado e em versão anime; saiba detalhes

Reboot de Ultraman acaba de chegar à Netflix (Reprodução)

Reboot de Ultraman acaba de chegar à Netflix (Reprodução)

Netflix continua firme e forte em sua meta de estrear remakes e reboots de produções antigas de grande sucesso. Um dos maiores heróis de sua geração, o robô alienígena Ultraman está de volta. A plataforma de streaming mais famosa do mundo faz a estreia mundial da série nesta segunda-feira (1).

O herói chega com um visual totalmente diferente do já conhecido pelo público. Ele perde as roupas de látex e efeitos especiais considerados “toscos” para sua época. Agora, uma animação em computação gráfica 3D será vista pelo público. Antes gigante, agora o herói é um homem comum.

De acordo com o portal UOL, a história também é diferente e baseada em um mangá publicado pela primeira vez em 2011. No lugar de Shin Hayata, Shinjiro, filho adolescente do herói, é o personagem principal da trama.

O reboot se passa várias décadas depois da história original. Depois de estar, supostamente, livre dos inimigos externos, a Terra não precisava mais de Ultraman, que voltou a seu planeta de origem. Aparentando não se lembrar de todas as aventuras vividas por ele, Shin é um membro da Patrulha Científica.

Shijiro acaba se envolvendo em um grave acidente durante uma visita ao laboratório da Patrulha. Por conta disso, seus poderes acabam vindo à tona, fazendo com que seu pai também recupere sua memória e a Patrulha se prepare para o retorno do herói. A partir daí, uma nova aventura começa.

Diretores falam sobre reboot

O diretor Kenji Kamiyama concedeu uma entrevista ao UOL, em que fez algumas revelações sobre o reboot da Netflix. “No início da produção e ainda hoje a gente se perguntava se podia ou não chamar de anime”, acima de tudo por comparações com o desenho das décadas passadas.

Saudoso, Shinji Aramaki, um dos outros dois diretores, relembra a série original. “Era tudo muito novo, as manhãs de domingo viravam Dia de Ultraman”. que explicou o que os levou a desistir da ideia de robôs e aliens gigantes.

“Nós japoneses, desde pequenos, estamos acostumados a admirar esses personagens que crescem. Gostamos de gigantes, basta ver as estátuas de Buda. Mas o público internacional não é assim – talvez, com exceção do Brasil, onde vocês adoram o Cristo do Rio”, disse, bem-humorado.

Para os mais saudosos e para aqueles que querem conhecer a história, Ultraman já está disponível no catálogo da Netflix.

Top