5 novelas mexicanas inesquecíveis da sua infância

Carrossel foi uma novela mexicana inesquecível que marcou infâncias (Divulgação/Televisa)

Carrossel foi uma novela mexicana inesquecível que marcou infâncias (Divulgação/Televisa)

Há 36 anos o SBT estreava “Os Ricos Também Choram”, a primeira telenovela mexicana a ser exibida no Brasil e que marcaria uma parceria duradoura com a rede de televisão Televisa, do México. De lá prá cá, uma diversidade de novelas com tramas fortes, sensíveis e de superação foram ao ar, e com certeza muitas se tornaram inesquecíveis para os seus espectadores.

Se o hoje o SBT exibe duas novelas mexicanas nas suas tardes, já houve tempo em que a emissora exibiu até cinco novelas importadas durante o dia, entre elas clássicos que marcaram a infância dos brasileiros. Por isso, listamos 5 novelas mexicanas inesquecíveis da sua infância (e ficamos na torcida para futura reprise na telinha do canal do Silvio Santos).

Confira:

5. Amy, a Menina da Mochila Azul

A novela Amy, a Menina da Mochila Azul fez sucesso entre as crianças quando foi exibida em 2004 pelo SBT. A novela contava a história de uma menina que perdeu a mãe quando era bebê e cresceu desejando velejar e ser capitã de navios, da mesma forma que o pai. Amy era interpretada por Danna Paola, que recentemente voltou às telas do SBT na novela Querida Inimiga.

4. Gotinha de Amor

Exibida pela primeira vez no Brasil em 2001 e reprisada em 2012, a novela Gotinha de Amor é mexicana, mas baseada em “Pingo de Gente”, novela da Rede Record de 1971. Estrelada pela pequena Andrea Lagunes, a novela contava a história de Isabel, uma menina de 6 anos, que, apesar de ter sido maltratada pela vida, é capaz de sorrir, de sonhar e de ver o amanhã com olhos de esperança.
Abandonada ainda bebê na porta de um orfanato, seus poucos anos de vida foram marcados pela indiferença e os abusos de uma diretora amargurada que desconta suas frustrações nas crianças do orfanato. Decidida a encontrar sua família, Isabel sai em busca de um homem que acredita ser o seu pai. Enfrentando um mundo perigoso, a menina vive aventuras até conseguir reunir novamente a sua verdadeira família.

3. Cúmplices de um Resgate

No ar em 2002 pelo SBT, Cúmplices de um Resgate foi um verdadeiro sucesso no Brasil e nem a troca de atrizes protagonistas no meio da novela fez a produção perder o seu público fiel. Em 2015 ganhou sua versão brasileira, estrelada pela atriz Larissa Manoela, revelada em outro clássico inesquecível da sua infância – a novela Carrossel, também em sua versão nacional. A novela conta a vida de Mariana e Silvana, gêmeas separadas na infância que se reencontram e vivem aprontando quando trocam de lugar. Com seus amigos, montam uma banda e alcançam o sucesso.

2. Rebelde

Um dos maiores sucessos do SBT na exibição de novelas mexicanas, principalmente entre o público juvenil, foi a novela Rebelde. A trama estreou no México em 2004 mas só chegou na emissora do Silvio Santos um ano depois e explodiu em audiência e popularidade. A novela que girava em torno dos problemas pessoais e de relacionamento entre estudantes ricos ou bolsistas de classe média a baixa que estudavam na Elite Way School somou uma legião de fãs pelo mundo, mas com maior popularidade no Brasil. A novela rendeu uma banda em sua trama, a RBD, que saiu das telinhas para a vida real e saiu em turnê pelos países onde Rebelde bombou em audiência e o nosso país não ficou de fora. Anahí, Dulce Maria, Alfonso Herrera, Maite Perroni, Christian Chavez e Christopher Uckermann também visitaram vários programas do SBT, na época. Posteriormente, numa parceria não muito bem sucedida entre a Record e a Televisa, a novela ganhou uma versão nacional, que contou com uma rápida participação de Dulce Maria, estrela da novela original.

1. Carrossel

Sem dúvidas, uma novela mexicana inesquecível da sua infância é Carrossel. A novelinha mexicana que estreou por lá 1989 só chegou no Brasil dois anos depois, em 1991. A novela juvenil chegou a incomodar a Globo com sua alta audiência – a emissora carioca exibia na época a novela “Que Rei Sou Eu”. Reprisada diversas vezes pelo SBT, a estrela da novela  Gabriela Rivero ficou eternamente marcada como a professora Helena e até fez uma visita ao Brasil descendo a rampa do Palácio do Planalto com presidente da época, Fernando Collor de Mello. A novela ganhou uma versão nacional em 2012 que também fez muito sucesso de audiência, estrelada por Larissa Manoela, Maisa Silva e Jean Paulo Campos.

Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top