Alexandre Borges conta que ainda vive os anos 90: "Sou homem de olho no olho" - Portal Overtube Alexandre Borges conta que ainda vive os anos 90: "Sou homem de olho no olho" - Portal Overtube

Alexandre Borges conta que ainda vive os anos 90: “Sou homem de olho no olho”

Alexandre Borges estará em Verão 90 (Divulgação/TV Globo)

Alexandre Borges estará em Verão 90 (Divulgação/TV Globo)

Alexandre Borges é uma das caras que vai figurar por Verão 90, nova novela da Globo. A trama estreia nesta terça-feira (29) na faixa das 19h, substituindo “O Tempo Não Para”. O folhetim trará o ator, que assume ser nostálgico e viver, nos dias atuais, os anos 90.

“Eu vivi intensamente esse período. Tive muitos fatos importantes na minha vida como o casamento com a Julia [Lemmertz] e também consegui dar um ‘start’ na carreira, com as coisas acontecendo no teatro, no cinema e na própria televisão. Fui muito feliz “, recorda Alexandre Borges, em entrevista ao Uol.

“Eu sinto falta das cartinhas e elas não existem mais. Esse contato direto entre o fã e artista era bacana, rolava emoção. Hoje, tudo é mais moderno, mais tecnológico e para mim tem que ser uma coisa mais simples”, explica o ator.

Ele conta que não é muito ligado às tecnologias e é mais “à moda antiga”: “Parei nos anos 90! Não tenho WhatsApp nem redes sociais e mesmo achando incrível toda essa tecnologia, sou um ator e um ator vive do concreto, do real, do olho no olho, do momento. Sou homem de mais olho no olho”.

Não há crise da meia idade para Alexandre Borges

Alexandre Borges completa 53 anos no próximo dia 23 de fevereiro. Contudo, o ator revela que passa longe de uma crise de meia idade.

“Estou adorando os meus 50. Ver meu filho fazendo faculdade de jornalismo, ter o privilégio de ter meu pais vivos, poder trabalhar”, falou.

O ator aproveitou para falar sobre Quinzão, seu personagem na novela de Isabel de Oliveira e Paula Amaral. Na trama, ele é casado com Mercedes (Totia Meireles) e gosta de “ostentar”.

“Eles formam um casal da noite. São donos de uma revista, uma boate, um hotel e eles meio que representam essa alegria, essa descontração e esse entretenimento da época. No meio deles, circulam muitas pessoas bonitas e o Quinzão é um cara que não tem muito pudor de achar uma mulher bonita, conhecer melhor e ter um papo”, conta o ator.

Quando questionado sobre o que o público vai achar da novela, ele responde: “Acho que a gente vai enxergar um pouco de uma maneira bem humorada os limites de ser um homem nos anos 90 e um homem de 2019”.

Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top