Caio Junqueira morre 42 anos, após acidente de carro no Rio - Portal Overtube Caio Junqueira morre 42 anos, após acidente de carro no Rio - Portal Overtube

Caio Junqueira morre 42 anos, após acidente de carro no Rio

Caio Junqueira atuou no filme "Tropa de Elite" (Foto: Reprodução)

Caio Junqueira atuou no filme "Tropa de Elite" (Foto: Reprodução)

O ator Caio Junqueira, do filme “Trope de Elite” e da série “O Mecanismo”, faleceu no Rio de Janeiro nesta quarta-feira (23), aos 42 anos.

Desde o dia 16 de janeiro estava internado no Hospital Miguel Couto após sofrer um grave acidente de carro no Aterro do Flamengo.

O ator perdeu o controle do carro ao dirigir sentido centro do Rio. Caio Junqueira estava sozinho quando o carro subiu o meio fio e capotou após bater uma árvore. O carro ficou bastante danificado e o ator, preso entre as ferragens do veículo, desacordado, até ser resgatado.

O momento do acidente foi registrado por câmeras da prefeitura do Rio de Janeiro. As imagens capturadas mostram como tudo aconteceu. Assista ao vídeo do programa Balanço Geral, da Record TV, que mostra as imagens:

O vídeo mostra o carro, com indícios de alta velocidade, cruzando a pista de um lado para o outro até subir o meio-fio.

Parte do canteiro central esconde o momento em que o carro bate numa árvore, colisão esta que causou o capotamento.

Os trabalhos de Caio Junqueira como ator

Caio Junqueira começou a atuar desde criança. Sua carreira soma 20 trabalhos para a TV e 25 para o cinema, sendo 10 curtas e 15 longa-metragens.

Nascido no Rio de Janeiro em 20 de novembro de 1976, é filho do ator Fábio Junqueira. Estreou na TV em 1985 na série “Tamanho Família”, da TV Manchete. Nesta produção, ele atuou ao lado de nomes como Diogo Vilela e Zezé Polessa.

Ainda em 1985, ele estreava no cinema em “Com licença, eu vou à luta”, dirigido por Lui Faria. Estreou na Globo na série “Armação Ilimitada”, de Guel Arraes.

Depois, passou por vários seriados e novelas da Globo, desde “Desejo”, “A Viagem” e “Hilda Furacão” a “O Clone” e “Um Anjo Caiu do Céu”.

Sua dedicação ao cinema lhe rendeu o prêmio de ator revelação no Festival de Gramado pelo filme “Buena Sorte”, de Tania Lamarca, em 1996.

Participou ainda de “Central do Brasil”, de Walter Salles, mas seu trabalho mais memorável foi “Tropa de Elite”. No longa de José Padilha, viveu o oficial Neto, policial militar do Rio de Janeiro recém-contratado.

Seu trabalho mais recente na TV foi “O Mecanismo”, série da Netflix também produzida por José Padilha.

Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top