Fernanda Montenegro defende classe artística e Lei Rouanet: "Não somos ladrões" - Portal Overtube Fernanda Montenegro defende classe artística e Lei Rouanet: "Não somos ladrões" - Portal Overtube

Fernanda Montenegro defende classe artística e Lei Rouanet: “Não somos ladrões”

Adriana Esteves, Fernanda Montenegro e Marieta Severo recebem o Troféu Melhores do Ano 2018 (Foto: Artur Meninea/Gshow)

Adriana Esteves, Fernanda Montenegro e Marieta Severo recebem o Troféu Melhores do Ano 2018 (Foto: Artur Meninea/Gshow)

Fernanda Montenegro fez um discurso acalorado na noite deste domingo (09), após receber o prêmio Melhores do Ano, no Domingão do Faustão, na TV Globo. Ao agradecer pelo prêmio de Personagem do Ano, por sua interpretação da Mercedes em “O Outro Lado do Paraíso”, a atriz de 89 anos defendeu a classe artística e a lei Rouanet.

“Nós somos de uma profissão digna, parte de uma cultura teatral milenar. Não é possível fazerem de nós,  gente de palco, atores de TV e cinema, responsáveis pela derrocada econômica desse país. Não somos corruptos. Não somos responsáveis pela crise de corrupção que o Brasil está passando”, discursou Fernanda.

E continuou, sendo aplaudida pela plateia: “Se estende por este país, de uma forma ultrajante, uma visão negativa, torpe, agressiva em cima de nós. Não somos responsáveis pela corrupção deste país através da Lei Rouanet. É preciso que busque as gangues onde elas estão”.

“Eu aproveito esse seu programa de tanta popularidade, onde você hoje apresentou dezenas de atores, atrizes, e nós lembramos diretores, nós lembramos autores, não somos corruptos, gente”, continuou.

Fernanda Montenegro critica conflitos de posicionamentos na internet

Em seu discurso, aproveitou para criticar a guerra de informações nas redes sociais e defender a Lei Rouanet. “Eu sei que há uma terra de ninguém que é a internet, tudo bem. Então, temos de nos posicionar de uma maneira mais palpável. Somos dignos, temos uma profissão extraordinária. Tenho certeza que aqui, para nós, é a maior profissão desse mundo”, falou, sendo aplaudida novamente.

“Podemos não ser prioritários, mas nós temos uma profissão libertária. Os nossos palcos, os nossos programas de TV ligados à dramaturgia, é uma busca constante de amplidão do imaginário, da sensibilidade, e isso nos leva a uma integração de nação, de cultura… Não somos corruptos. Não somos isso que, de uma forma agressiva, nos jogam assim, brutalmente… não somos ladrões diante da Lei Rouanet. Procurem os verdadeiros buracos corruptos deste país”, falou a atriz.

“Eu agradeço você dar essa oportunidade, que eu sei que Marieta também já se posicionou e eu sei que você a qualquer hora, se tiver a chance, vai se posicionar”, falou, olhando em direção a Adriana Esteves e citando também Marieta Severo – as duas estavam ao seu lado e também receberam o prêmio de Personagem do Ano ao empatarem na mesma categoria.

Fernanda Montenegro finalizou o discurso falando da relevância de uma premiação como a realizada anualmente pelo programa do Faustão: “Este momento é lindo, é uma prova de que existe uma arte neste País”.

Assista ao vídeo:

blank
Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top