Globo marca a data de estreia de Cordel Encantado no Vale a Pena Ver de Novo - Portal Overtube Globo marca a data de estreia de Cordel Encantado no Vale a Pena Ver de Novo - Portal Overtube

Globo marca a data de estreia de Cordel Encantado no Vale a Pena Ver de Novo

Cordel Encantado (Divulgação/Rede Globo)

Cordel Encantado (Divulgação/Rede Globo)

Cordel Encantado, trama de 2011 da Rede Globo, está confirmada para retornar à programação da emissora, que agendou para 14 de janeiro o início da reprise. A trama de Duca Rachid e Thelma Guedes vai fazer dobradinha com a reta final de “Belíssima” nas tardes da Globo.

Esperada, a volta de Cordel Encantado marca a volta da novela estrelada por Domingos Montagner, que morreu em 2016 vítima de afogamento no intervalo das gravações de “Velho Chico”, trama das 21h da Globo, na época. Cordel Encantado foi a primeira novela do ator na emissora.

A trama ainda foi um sucesso de audiência durante sua primeira exibição, obtendo média geral de 25,9 pontos – a segunda maior audiência entre as novelas das 18h exibidas nesta década (a primeira é “Êta Mundo Bom”, de 2016, com média de 27,1 pontos).

A volta de Cordel Encantado pelo Vale a Pena Ver de Novo tem como objetivo alavancar a audiência das tardes da emissora, que já começa em baixa com o Jornal Hoje e segue com o Video Show, num efeito cascata. Belíssima também não vem atingindo altos indíces, registrando até agora 13,8 de média geral, entregando em baixa para “Malhação”.

A trama de Cordel Encantado

Confira a sinopse da trama:

A história é uma fábula sobre dois universos distintos: o encantamento da realeza europeia e as lendas heróicas do sertão brasileiro. A união desses mundos é representada pelo romance de Açucena, uma cabocla brejeira criada por lavradores no nordeste do Brasil, sem saber que é a princesa de um reino europeu. E Jesuíno, um jovem sertanejo que desconhece ser filho legítimo do cangaceiro mais famoso da região.

A história começa quando os reis aventureiros de Seráfia do Norte, Augusto e Cristina, e a bebê Aurora, viajam ao Brasil em busca de um tesouro escondido pelo fundador de seu reino, Dom Serafim. Na viagem, Cristina e sua filha são vítimas de uma emboscada arquitetada pela Duquesa Úrsula de Bragança, que cobiça o lugar da rainha e de sua filha. Antes de morrer, Cristina salva Aurora e a entrega para ser criada por um casal de lavradores, que a batiza com o nome de Açucena. Desolado, o rei volta para Seráfia acreditando que sua mulher e sua filha morreram.

Em outro contexto, mas na mesma região, o cangaceiro Herculano, preocupado com a segurança de seu filho, deixa o pequeno Jesuíno e sua mulher Benvinda em uma fazenda. Após se certificar que os dois ficarão protegidos pelo anonimato de suas origens, o líder do cangaço parte e promete voltar apenas quando seu filho for um homem adulto, pronto para a vida no cangaço, com seu bando.

Porém, vinte anos depois, o rei Augusto descobre que sua filha pode estar viva no Brasil e Herculano decide que já está na hora de ter um sucessor para comandar seus canganceiros. A pequena Brogodó não será mais a mesma após a vinda da família real. E o amor entre Açucena e Jesuíno poderá sofrer as consequências deste passado até então desconhecido pelos dois. No caminho do casal, haverá vários vilões, além da duquesa Úrsula. Timóteo Cabral, filho de um rico coronel da região, é inimigo declarado de Jesuíno e deseja conquistar a todo custo o coração de Açucena (via Teledramaturgia).

Cordel Encantado conta ainda como Berta Loran, Felipe Camargo, Heloísa Perissé, Ilva Niño, Isabelle Drummond, Jayme Matarazzo, Lucy Ramos, Luiza Valdetaro, Marcello Novaes, Marcos Caruso, Mariana Lima, Matheus Nachtergaele, Nanda Costa, Nathalia Dill, Osmar Prado, Tuca Andrada, Zé Celso Martinez e Zezé Polessa, entre outros no elenco.

Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top