Ratinho debocha de Pabllo Vittar, Lula e Thammy: "Coisas do Brasil" - Portal Overtube Ratinho debocha de Pabllo Vittar, Lula e Thammy: "Coisas do Brasil" - Portal Overtube

Ratinho debocha de Pabllo Vittar, Lula e Thammy: “Coisas do Brasil”

Ratinho em seu programa no SBT (Reprodução)

Ratinho em seu programa no SBT (Reprodução)

O apresentador Ratinho não se demonstra muito preocupado com o que a mídia vai pensar de sua opinião e não tem papas na língua, sempre aproveitando o grande espaço que tem com seu programa no SBT.

Na noite desta segunda-feira (17), mais uma vez ele fez declarações polêmicas que geraram certo burburinho nas redes sociais. Até a cantora Pabllo Vittar foi alfinetada – novamente – pelo animador.

“Coisas do Brasil: mulher mais sexy é homem, e homem mais sexy é mulher. O homem mais honesto do Brasil está preso, e o João de Deus, é do capeta. Como é que a gente vai regular um país desses?”, questionou.

Citando o homem e a mulher mais sexy, além de Vittar, ele fazia referência a Thammy. Os dois foram colocados na lista sobre o assunto de uma revista semanal.

‘Ranço’ de Pabllo Vittar não vem de hoje

Alguns dias atrás, Ratinho já havia demonstrado seu descontentamento com a presença da drag queen na lista, dizendo, inclusive, que a revista Isto É está acabando quando toma atitudes como essa.

“É por isso que revista tá acabando. Pabllo Vittar mulher mais sexy do ano? Nem mulher é, ou vou aceitar mulher com saco no lugar de periquita?”, disparou ele, que foi muito criticado, não apenas por fãs de Pabllo Vittar, mas também por quem não entende exatamente o motivo da ‘implicância’ do apresentador.

“Daqui a pouco já vão me xingar na rede social, rede social agora virou o diabo, todo mundo xinga. Vai xingar o capeta!”, disse ele na edição do Programa do Ratinho, exibida na noite do último dia 12 de dezembro no SBT.

Ratinho deixou bem claro que foi um dos apoiadores famosos do presidente eleito Jair Bolsonaro durante a campanha deste ano, que foi uma das mais polêmicas de toda a história do Brasil, acima de tudo por conta das palavras pouco amigáveis usadas pelo político.

Top