Bruna Marquezine e outros famosos repudiam campanha de marca de cosméticos sobre Brumadinho - Portal Overtube Bruna Marquezine e outros famosos repudiam campanha de marca de cosméticos sobre Brumadinho - Portal Overtube

Bruna Marquezine e outros famosos repudiam campanha de marca de cosméticos sobre Brumadinho

Bruna Marquezine se posicionou contra campanha de marca de cosméticos (Reprodução)

Bruna Marquezine se posicionou contra campanha de marca de cosméticos (Reprodução)

O assunto mais comentado e repercutido do momento é a tragédia de Brumadinho (MG). Na última sexta-feira (25), uma barragem se rompeu e deixou um número ainda desconhecido de pessoas mortas. Os números estão sendo atualizados diariamente.

Uma marca de cosméticos decidiu divulgar um ensaio chamado Brumadinho Clama. Nos cliques, modelos aparecem cobertos por lama e seguram a bandeira do Brasil. Apesar da empresa informar que se trata de uma forma de protesto, a ideia não foi bem recebida.

Famosos como Bruna Marquezine se posicionaram contra a atitude da empresa. Antes, ela tinha comentado a tragédia e chamado a tragédia de negligência. “Não é desastre ambiental. É ganância, descaso, é a certeza da impunidade. É cruel. E é crime”, disse ela.

Quando teve acesso ao conteúdo da campanha, Marquezine publicou um breve “volta Jesus”. A ex-BBB Ana Paula Renault também comentou o assunto. “Você está de sacanagem, né?”, questionou.

Criticada fortemente por usuários das redes, a marca Jendayi se desculpou. “Em nenhum momento tivemos a intenção de ofender as vítimas do crime ambiental em Brumadinho. As fotos tinham a intenção de protestar e jamais de se aproveitar da situação. Reiteramos nossos pedidos de desculpas às vítimas e a sociedade em geral por nossa campanha mal elaborada. Nossas mais sinceras condolências as vítimas e ajudaremos no que for possível”.

Bruna Marquezine envolvida em outra polêmica

Na semana passada, Bruna Marquezine decidiu se envolver nos atuais escândalos políticos que assolam o país. Em seu Instagram, ela publicou a seguinte frase: “Presidente Bolsonaro: explique ao mundo as finanças da família”.

O questionamento da artista vem por conta das questões envolvendo Flávio Bolsonaro, filho mais velho do Presidente da República. O Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) estranhou 48 depósitos feitos na conta do deputado.

Todos os depósitos continham o montante de R$ 2 mil, totalizando um valor de R$ 96 mil. Eles foram realizados entre junho e julho de 2017 no autoatendimento de uma mesma agência no Rio de Janeiro.

O mesmo Coaf, que combate a lavagem de dinheiro, identificou uma movimentação também suspeita na conta de Fabrício Queiroz. O envolvido é um ex-assessor de Flávio e amigo da família Bolsonaro. Entre as movimentações atípicas, estão, por exemplo, transferências de outros funcionários do gabinete do deputado. Ele também deu um cheque de R$ 24 mil à primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Atriz é atacada na web

Desde o ano passado, o clima nas redes sociais se tornou muito pesado por conta de discordâncias políticas. Mais do que em debates na televisão ou propagandas políticas, o que os candidatos e governantes publicam em suas redes é levado muito a sério.

Os artistas que decidem se envolver em assuntos do tipo e anunciarem alguma posição política, ainda que seja apenas um questionamento como o de Bruna, correm riscos de serem envolvidos em grandes polêmicas. Foi o caso de Bruna Marquezine.

Depois de sua publicação, vários internautas decidiram acessar o perfil da atriz. Em fotos já publicadas – e que não contêm teor político – ela foi duramente atacada por admiradores do governo.

“Alienada demais… virou modinha agora falar sobre política? Aprendeu onde, na Europa? Eu acho que não podemos ser hipócritas, né? Se quer saber dos gastos do novo governo, deveria ter questionado também o governo anterior. Ou será que estava sendo beneficiada?”, questionou um perfil.

Outros comentários, alguns de teor bastante pesado e utilizando palavras de baixo calão, também foram publicados. Bruna Marquezine não chegou a comentar o assunto.

Top