Criticado por Moacyr Franco, Carlos Alberto de Nóbrega se defende: "Bobagem dele" - Portal Overtube Criticado por Moacyr Franco, Carlos Alberto de Nóbrega se defende: "Bobagem dele" - Portal Overtube

Criticado por Moacyr Franco, Carlos Alberto de Nóbrega se defende: “Bobagem dele”

Carlos Alberto de Nóbrega e Moacyr Franco em A Praça é Nossa (Reprodução/SBT)

Carlos Alberto de Nóbrega e Moacyr Franco em A Praça é Nossa (Reprodução/SBT)

No fim do mês passado, o ator e cantor Moacyr Franco concedeu uma entrevista para o Programa Pânico, da rádio Jovem Pan, e fez uma série de revelações. Além de falar sobre sua demissão do SBT e revelar que passa por um momento complicado, ele também fez algumas críticas a Carlos Alberto de Nóbrega.

Questionado sobre a amizade com Carlos Alberto, com quem ele contracenava no banco de A Praça é Nossa, ele surpreendeu. “O que eu acho do Carlos Alberto? Um p*** de um amigo meu. Nunca mais falou comigo desde esse dia”, afirmou, se referindo ao dia de seu desligamento da emissora de Silvio Santos.

O comandante do humorístico acaba de conceder uma entrevista ao TV Fama, da RedeTV!, e rebateu às declarações de Moacyr. “Ele disse que eu não ligo pra ele, mas ele também não telefonou pra mim”, defendeu-se. “E não fui eu que mandei ele embora. Acho que é bobagem dele”.

Apesar da polêmica gerada pelas declarações do ator, Carlos Alberto decidiu fazer elogios a ele e garantiu que sua saída do SBT não teve qualquer envolvimento seu. “Eu sempre disse: ele é um gênio da televisão brasileira, e só vão dar valor quando ele morrer. Agora, eu tenho culpa? Não tenho”, afirmou.

A polêmica entrevista de Moacyr Franco

Durante a entrevista, Moacyr Franco também se mostrou grato ao amigo (ou ex-amigo). “Devo demais a ele como um baita de um amigo que eu tive, muito importante. Ele me mandou mensagem que tenho guardada como relíquia, sobre nossa amizade. Pra mim é o que basta”.

O dia em que deixou o canal do Morumbi também foi revelado. “Um belo dia, me chama a direção do SBT. Era a minha vida o SBT, estava lá há 20 anos. Minha vida econômica, segurança, era o SBT. ‘Temos um problema econômico muito grande e agora vamos ter que dispensar você”, contou.

Em um dos momentos mais polêmicos, Moacyr revelou que não queria deixar a emissora e ofereceu uma redução de salário para que pudesse permanecer. “Econômico? Então tá bom. Põe aí, por favor, assino outro contrato por R$ 500 por mês, preciso do plano de saúde”.

Por fim, diante de mais uma negativa, o ator se ofereceu para trabalhar de graça, já que precisava ficar no ar e manter seu plano. “Eu vou pra qualquer lugar, preciso de dinheiro. Estou em um momento tenebroso da minha vida”. Nada foi suficiente para garantir sua permanência.

Top