Ellen Rocche revela que sofreu preconceito por ser bonita: "Me motiva" - Portal Overtube Ellen Rocche revela que sofreu preconceito por ser bonita: "Me motiva" - Portal Overtube

Ellen Rocche revela que sofreu preconceito por ser bonita: “Me motiva”

A atriz Ellen Rocche (Reprodução)

A atriz Ellen Rocche (Reprodução)

A atriz Ellen Rocche revelou que já sofreu preconceito por ser bonita. A famosa concedeu uma entrevista ao site Gshow e comentou que encara as adversidades da vida de forma leve, o que a ajuda a superar obstáculos.

Sobre a beleza, ela explicou que isso pode ou não abrir portas. “Chama atenção e as pessoas ficam curiosas, também dificulta, porque muitas vezes as pessoas prejulgam. Por ser bonita talvez não consiga determinadas coisas, existe um certo preconceito”, diz.

“Já sofri isso, mas é gostoso, porque o desafio me motiva a ser cada vez melhor. Acontecem coisas ruins, mas sempre vejo o lado bom, os ensinamentos que a vida traz”, afirmou Ellen, que esteve no elenco da novela Éramos Seis, da Globo.

Durante a quarentena, a atriz montou uma rotina de exercícios que também conta com estudo e meditação. “Fiz um mergulho dentro de mim, uma limpeza nos meus sentimentos e aproveitei para me conhecer melhor. Fiz uma faxina na casa, curso de finanças, doei muita coisa, fiz Feng Shui, aprendi vários pratos diferentes e maravilhosos. Organizei tudo e dancei muito em casa”, afirma.

Ansiedade

Assim como muitas outras pessoas, Ellen Rocche também sofreu com a ansiedade durante o isolamento social. “Com a respiração e meditação vou me aquietando. O mais importante foi encontrar o equilíbrio e estou conseguindo. Aproveitei para ler bastante e estou estudando projetos de teatro. Sou apaixonada por gente, adoro socializar, ir a jantares e criar uma rotina ajudou muito nesse sentido”, afirma.

Sobre a boa forma, a artista conta que não bebe, não fuma e dorme pelo menos oito horas todas as noites. “Faço musculação três vezes na semana e todos os dias tento caminhar. Óbvio que não sou radical, mas depois das 18h priorizo a proteína, diminuo o carboidrato, procuro ingerir frutas, legumes. A gente às vezes enfia o pé na jaca, mas faz parte”.

Por fim, ela crava: “Me acho bonita, sensual, esse tipo de abordagem não me incomoda. Eu acredito realmente que a beleza vem de dentro. Se estiver feliz com a gente mesmo, feliz com o corpo que a gente tem, vai se amar cada vez mais e, se amando, a gente quer se cuidar”, finalizou.

Top