Em quarentena e sem empregada, Silvia Poppovic aprende a usar produtos de faxina - Portal Overtube Em quarentena e sem empregada, Silvia Poppovic aprende a usar produtos de faxina - Portal Overtube

Em quarentena e sem empregada, Silvia Poppovic aprende a usar produtos de faxina

Silvia Poppovic apresentava o Aqui na Band (Reprodução)

Silvia Poppovic apresentava o Aqui na Band (Reprodução)

A pandemia do novo coronavírus já afastou diversos profissionais da televisão. Vários apresentadores foram proibidos de frequentarem os estúdios de suas respectivas emissoras, e entre eles está Silvia Poppovic, que atualmente é uma das contratadas da Band.

A comandante do programa Aqui na Band foi afastada por tempo indeterminado, já que tem 64 anos de idade e faz parte do chamado grupo de risco do Covid-19. Na manhã desta segunda-feira (23) Poppovic apareceu diretamente de sua casa e conversou com Natasha Batista.

Durante o matinal, a apresentadora comentou que está reorganizando sua rotina, já que não está podendo contar com as profissionais que trabalham com ela.  “Não está sendo fácil pra mim. Tenho sempre gente que me ajuda. Agora liberei o pessoal que trabalhava comigo, porque acho que fica mais seguro pra todos”, contou.

Poppivic ganhou ajuda

“Estou cozinhando, lavando. E a primeira coisa que fiz foi uma série de combinados com o pessoal aqui em casa: primeiro deles que eu não quero ver ninguém de pijama. Vai deprimindo a gente, é ruim pro espírito. todo mundo arrumado e mão na roda. Temos que lavar roupa, lavar os banheiros, ter funções que muitas vezes, pra quem é profissional, não faz”, afirmou Silvia.

Na sequência, a famosa ainda comentou que não é muito amiga dos produtos para faxina. “Eu estou tendo que conhecer os produtos de limpeza. Esse serve pra quê? Eu, com muita humildade, estou tendo que aprender uma série de coisas que eu não tinha controle. Agora tenho que ter. A parte de culinária, às vezes dá vontade de colocar um congelado e acabou”, brincou.

Por fim, Silvia Poppovic explicou que vem ganhando a ajuda de sua filha e do marido. ” Não é fácil. Eu abro todas as janelas pra entrar o sol geral. Eu tô assim, numa coisa positiva, porque eu tenho medo que dure muito tempo. Não faz sentido ficar se recolhendo sem ânimo pra enfrentar tudo que temos que enfrentar. Todos nós vamos buscar recursos interiores pra enfrentar isso,, com determinação, resiliência, que é capacidade pra se adaptar. A gente vai passar por isso”, finalizou.

Top