Greg de Todo Mundo Odeia o Chris causa euforia ao surgir sem camisa aos 30 anos

Greg de Todo mundo odeia o Chris2

Greg de Todo mundo odeia o Chris2

O Greg da série Todo Mundo Odeia o Chris, Vincent Martella causou euforia ao surgir sem camisa aos 30 anos nas redes sociais.

O ator surgiu ao lado de uma piscina em um dia de sol, usando shorts coloridos e sem camisa. Sem estar sarado e com o corpo trincado, o famoso “padrão”, o trintão chamou atenção com o corpão que deixou muita gente enlouquecida.

Trabalhando como dublador e também na música, Vincent ainda atua e trabalhou em todo mundo odeia o Chris de 2005 a 2009, fazendo muito sucesso ao dar vida ao melhor amigo do protagonista Chris.

Greg de Todo Mundo Odeia o Chris sem camisa

Greg de Todo mundo odeia o Chris
Greg de Todo mundo odeia o Chris

Recentemente, Vincent concedeu entrevista ao site Fearnet e falou de sua participação na série de zumbis The Walking Dead.

“Eles me enviaram o material quando quiseram que eu lesse para o papel. Foram muitas coisas básicas sobre o personagem, mas tudo no roteiro falso, porque queria manter as cartas sem que ninguém as visse. Com sorte, eles gostaram da minha interpretação do personagem, e eu estava colaborando com isso. Recebi o roteiro completo e pude falar com o diretor, Greg Nicotero, e o showrunner e roteirista do episódio, Scott Gimple, um pouco mais sobre meu personagem e para onde ele iria e sobre o que eu precisava estar ciente.”, disse o ator.

O ator de Todo Mundo Odeia o Chris surpreendeu ao contar como era a interação nos bastidores com os interpretes das criaturas horrorosas.

“Sim. No meu primeiro dia, eu entrei para os acessórios e não havia ninguém lá – eles estavam todos gravando na floresta. Quando cheguei ao set no meu primeiro dia [de gravação], 20 ou 30 walkers estavam enfileirados na cerca da prisão. É inacreditável ver como eles se transformam na série, mas é, verdadeiramente, uma experiência vê-los se transformarem pessoalmente. Foi muito surreal.

A grande parte de trabalhar nessa série é o quanto a experiência foi incrivelmente real. O cenário que eles construíram no estúdio, na Georgia, a prisão, é tão maciça. É de tirar o fôlego quando você vê pela primeira vez, quanto mais quando você vê o cenário cheio de walkers. Estar nesse ambiente deixa todo mundo no humor da série. Eu acho que é uma experiência muito legal de se ter como ator. Faz todos entrarem no seus personagens muito rapidamente.”, finalizou.

Philippe Azevedo
Escreve sobre televisão e famosos desde 2008
https://portalovertube.com/
Top