Luana Piovani detona presidente por declaração polêmica e pede "Fora Bolsonaro" - Portal Overtube Luana Piovani detona presidente por declaração polêmica e pede "Fora Bolsonaro" - Portal Overtube

Luana Piovani detona presidente por declaração polêmica e pede “Fora Bolsonaro”

Luana Piovani estreia "Luana é de Lua" em junho no canal E! (Reprodução)

Luana Piovani estreia "Luana é de Lua" em junho no canal E! (Reprodução)

A atriz e apresentadora Luana Piovani é mais uma artista brasileira a se revoltar com as falas e atitudes do presidente Jair Bolsonaro. A famosa publicou uma imagem em que aparece ao lado dos filhos e da mãe e publicou um texto em forma de desabafo.

Na legenda da imagem do piquenique, Piovani fez um pedido. “E isso é TUDO! Só isso que queremos, paz e amor. Dignidade. Simplicidade anda junto com a dignidade, porque é simples, é básico, é humano. Fala com todos nós”, afirmou.

“Um simples picnic na esquina de casa representa A MINHA REVOLTA COM O QUE ESTA ACONTECENDO NO BRASIL! As declarações, as atitudes, a falta delas. Estou ESTARRECIDA E TRISTE. Alguém sabe de alguma possibilidade de fazermos algo, ainda dentro da ética”, perguntou ela, que encerrou o texto com um “#ForaBolsonaro”.

Na noite de ontem, o Jornal Nacional exibiu o momento em que um jornalista questiona Jair Bolsonaro sobre as mortes no Brasil pelo novo coronavírus, que passaram de 5 mil e ultrapassaram a China. “O que você quer que eu faça? Sou Messias, mas não faço milagre”, respondeu ele.

Bruno Gagliasso também detonou

E Luana Piovani não foi a única artista a se incomodar com as declarações do presidente. O ator Bruno Gagliasso, conhecido por fazer oposição a Bolsonaro por seu governo, chamou de “inacreditável” a fala do governante.

Gagliasso ainda fez alguns desabafos a respeito. “As pessoas que repetem as narrativas de whatsapp em defesa desse projeto de poder acham que a gente não tem amigos arrependidos em grupos bolsonaristas? Acham que eles não mostram os novos argumentos? Só bobo cai. Só bobo repete. Mudem as palavras pra não parecerem papagaio”.

Por fim, ele pediu que cada um faça sua parte. “Toda solidariedade às pessoas doentes, aos que perderam parentes e amigos, aos profissionais da linha de frente. Nós que podemos, devemos ficar em casa, empresarios conscientes devem ser criativos para homeoffice quando possível. Vamos fazer a nossa parte. Se depender deles…”, concluiu.

Veja as publicações:

Top