Ludmilla faz desabafo no Programa da Maisa: "acham que eu sou a Anitta" - Portal Overtube Ludmilla faz desabafo no Programa da Maisa: "acham que eu sou a Anitta" - Portal Overtube

Ludmilla faz desabafo no Programa da Maisa: “acham que eu sou a Anitta”

Ludmilla no Programa da Maisa (Foto: Reprodução/SBT)

Ludmilla no Programa da Maisa (Foto: Reprodução/SBT)

Ludmilla participou do Programa da Maisa deste sábado (20) e fez um breve desabafo – a cantora é confundida com a cantora Anitta.

“Têm pessoas que acham que sou a Anitta”, disse a cantora, no sofá do programa da jovem apresentadora do SBT.

Ludmilla explicou que os fãs gritam o nome de Anitta quando vão falar com ela. “O que pareço com a Anitta, gente? Até pedem: ‘Anitta, tira foto comigo'”, revelou a funkeira, que levou a plateia do Programa da Maisa a gargalhada.

Anitta gravou com Ludmilla a faixa Onda Diferente para o seu mais recente álbum trilíngue, “Kisses”. A cantora também fez uma participação na gravação do DVD de Ludmilla com a faixa “Favela Chegou”, que está nas paradas de sucesso das principais rádios do Brasil.

Ludmilla passa trote para Anitta

Ainda no Programa da Maisa, Ludmilla resolveu pregar uma peça na amiga Anitta. A funkeira ligou para a hitmaker de “Show das Poderosas” e sugeriu que as duas gravassem uma música no ritmo de “funknejo”, que mistura funk e sertanejo.

Na ligação, a cantora ainda sugeriu ideias para o clipe. “A gente pode usar roupas com estampa de animais, gravar clipe em fazenda. Sonhei que a gente fazia sucesso mundialmente”, disse Ludmilla ao telefone.

Sem entender a proposta da amiga, Anitta falou que ia pensar no assunto. Em seguida, a cantora do hit “Cheguei” revelou que se tratava de um trote e que estava gravando o Programa da Maisa. “Suas loucas. Eu acreditei”, esbravejou Anitta, rindo em seguida.

Assista ao vídeo:

Durante sua passagem pelo Programa da Maisa, Ludmilla ainda falou sobre o propósito da sua carreira na música e sobre como saiu da favela para a fama.

“Eu gosto de inspirar as pessoas. É muito importante saber da onde a gente veio, aonde a gente quer chegar e onde a gente está”, falou, emocionada.

Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top