Malvino Salvador declara apoio a Bolsonaro e detona jornalismo da Globo: ‘Me decepcionou’

Malvino Salvador declarou apoio ao presidente Jair Bolsonaro

Malvino Salvador declarou apoio ao presidente Jair Bolsonaro

Malvino Salvador, que foi contratado da Globo por quase 20 anos, detonou o jornalismo da emissora e revelou seu apoio a Jair Bolsonaro. As declarações do ator aconteceram em entrevista ao podcast Cara a Tapa, de Rica Perrone, nesta segunda-feira (05).

“A Rede Globo tem uma história fantástica em relação a todo esse tempo que ela esteve (no ar). O brasileiro foi crescendo assistindo às novelas e ao jornalismo do canal”, iniciou o ator.

Logo em seguida, Malvino Salvador expressou sua decepção com o jornalismo da Globo. “Eu, hoje, tenho que admitir que eu ando um pouco decepcionado com o jornalismo. Eu falo de peito aberto: Eu acho que o jornalismo tem que ser isento. Não pode tomar lado de maneira alguma. Quem tem que formar a consciência é a pessoa, que tem que ter acesso aos dois lados da moeda”, criticou.

Em seguida, ele continuou: “Eu não estou vendo isso, sinceramente. Eu não tenho medo de dizer. A Globo é nota 10, mas eu acho que ela pode rever. Na parte da dramaturgia é brilhante, mas o jornalismo é que me decepcionou um pouco. Fico triste”.

“Ela é uma das maiores emissoras do mundo. É um orgulho grande dizer isso. Ela prima pela excelência, mas não tem que ter viés ideológico, principalmente no jornalismo. Tem que ter o máximo de isenção possível” – Malvino Salvador ao podcast Cara a Tapa.

Leia também:

Bolsonaro ataca Amanda Klein e jornalista da Jovem Pan rebate: ‘Não vai me intimidar’

Luciano Huck solta o verbo sobre suposta saída da Globo: ‘Quando não tem notícia, inventam’

Malvino Salvador declara apoio a Bolsonaro

Ainda durante a entrevista ao podcast, Malvino Salvador declarou apoio ao presidente Jair Bolsonaro. No entanto, fez ressalvas sobre o comportamento do candidato a reeleição.

“Bolsonaro tem boas intenções, mas faz algumas escolhas erradas, principalmente na forma de se comunicar. Nem todo governo é sempre assertivo ou errado, mas eu encaro ele (Bolsonaro) com boas intenções. Acho que ele está sendo massacrado pela mídia de uma forma desonesta. Deveria ter espaço pra se mostrar também o que faz de bom”, declarou.

“Mas tem erros ali também como ministérios que deveriam ser melhores vistos, como a Cultura, que deveria ter um olhar diferenciado e não entrar em guerra. O Ministério da Educação também precisava ser diferente”, avaliou o ator.

Assista:

Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top