Médico, ex-BBB Marcos Harter é proibido de atuar depois de divulgar preços de cirurgias na web - Portal Overtube Médico, ex-BBB Marcos Harter é proibido de atuar depois de divulgar preços de cirurgias na web - Portal Overtube

Médico, ex-BBB Marcos Harter é proibido de atuar depois de divulgar preços de cirurgias na web

O médico e ex-BBB Marcos Harter (Reprodução/TV Globo)

O médico e ex-BBB Marcos Harter (Reprodução/TV Globo)

Marcos Harter ficou conhecido em 2017, quando foi escolhido como um dos participantes do BBB17, exibido pela Globo naquele ano. Médico, o famoso está passando por uma situação complicada em sua profissão.

De acordo com informações divulgadas pelo G1, Harter está impedido de atuar pelos próximos seis meses. A determinação foi revelada nesta quinta-feira (30) através de Hildenete Monteiro Fontes, presidente do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM-MT).

A interdição cautelar total do médico veio por conta de um procedimento administrativo que busca investigar publicidade ilegal do uso da medicina. Tal investigação foi iniciada no começo de 2020 depois que Marcos publicou preços de cirurgias para implantação de próteses de silicone em suas redes sociais.

Segundo a publicação, o edital de interdição cautelar explica que ele não pode exercer atendimento e nem atos operatórios em pacientes nos próximos seis meses. “Tendo em vista prova inequívoca de procedimento danoso realizado pelo médico, com fundado receio de dano irreparável ou de difícil reparação”, diz.

Outros processos

Quando a investigação foi aberta, o CRM-MT ainda revelou que Marcos Harter ainda enfrentava outros processos que estavam em andamento. Em um dos casos, era apurado se o médico fazia suas refeições diárias dentro da sala de cirurgia.

O Conselho diz que “é vedado ao médico a prática de concorrência desleal, o exercício mercantilista da medicina; permitir que sua participação na divulgação de assuntos médicos em qualquer veículo de comunicação de massa, deixe de ter caráter exclusivamente de esclarecimento e educação da sociedade, e a divulgação de assuntos médicos de forma sensacionalista, promocional ou de conteúdo inverídico”.

“O CRM-MT repudia de maneira veemente tais desrespeitos ao Código de Ética Médica e observa todos os aspectos atinentes à responsabilidade profissional. Zelamos pelo perfeito desempenho ético da medicina, bem como pelo prestígio e bom conceito da profissão”, afirma o Conselho.

O G1 entrou em contato com Harter, mas ele não respondeu ao contato. Vale ressaltar que o ex-BBB foi expulso do programa pela produção da Globo. Na ocasião, ele tinha um relacionamento com Emilly Araújo e a emissora entendeu que houve agressão durante uma discussão entre os dois.

Top