Nova responsável pela carreira de Melody, Sabrina Bittencourt morre na Espanha

Sabrina Bittencourt morreu neste sábado (2), em Barcelona (Reprodução)

Sabrina Bittencourt morreu neste sábado (2), em Barcelona (Reprodução)

Sabrina Bittencourt, conhecida por ser ativista social e uma das mulheres que ajudaram desmascarar João de Deus, faleceu neste sábado (2). Ela cometeu suicídio em sua casa, em Barcelona, na Espanha.

Um comunicado oficial enviado à imprensa pela ONG Vítimas Unidas, onde Sabrina trabalhava, confirmou a informação. Antes de se matar, a ativista publicou um texto em uma rede social. Ela fala sobre sua vida e a luta pelas mulheres e minorias.

“Marielle me uno a ti. Eu fiz o que pude, até onde pude. Meu amor será eterno por todos vocês. Perdão por não aguentar, meus filhos”. Bittencourt deixa três filhos para trás. Ela passaria a auxiliar na carreira de Mc Melody, já que o pai da cantora se afastou por acusações de apelo sexual.

O comunicado oficial

Leia o comunicado na íntegra:

O grupo Vítimas Unidas comunica com pesar o falecimento de Sabrina de Campos Bittencourt ocorrido por volta das 21h deste sábado, 02 de fevereiro, na cidade de Barcelona, na Espanha, onde vivia. A ativista cometeu suicídio e deixou uma carta de despedida relatando os porquês de tirar sua própria vida. Pedimos a todos que não tentem entrar em contato com nenhum integrante da família, preservando-os de perguntas que sejam dolorosas neste momento tão difícil. Dois dos três filhos de Sabrina ainda não sabem do ocorrido e o pai, Rafael Velasco, está tentando protege-los. A luta de Sabrina jamais será esquecida e continuaremos, com a mesma garra, defendendo as minorias, principalmente as mulheres que são vítimas diárias do machismo.

Artistas lamentam morte

A notícia da morte de Sabrina Bittencourt comoveu a internet. Várias artistas usaram seus perfis oficiais para lamentarem o ocorrido com a ativista.

A modelo Lea T se incluiu em um movimento com o texto “Eu sou Sabrina Bittencourt”. Patrícia Pillar falou brevemente: “Estou com o coração dilacerado”.

Por sua vez, Fafá de Belém fez um texto e se emocionou. “Sabrina foi importantíssima para trazer à tona o caso de João de Deus. Ela também ajudou a desmascarar mais 2 líderes religiosos e preparava um dossiê contra outros 13, que cometiam e/ou cometem os mesmos tipos de abuso contra mulheres vulneráveis. Mas Sabrina não aguentou. Ela lutou até onde conseguiu. Viveu fora do país e se mudando constantemente por conta de ameaças, essa guerreira, que travou uma luta por todas nós e fez dessa luta a razão de sua vida, se foi na noite de ontem. Nós perdemos uma brava guerreira, mas seu legado é imenso e a luta continua, sem sua presença física, mas também por ela! Descanse, Sabrina. Obrigada por tudo”.

Top