Rupert Grint diz que gravar Harry Potter foi 'um sacrifício' - Portal Overtube Rupert Grint diz que gravar Harry Potter foi 'um sacrifício' - Portal Overtube

Rupert Grint diz que gravar Harry Potter foi ‘um sacrifício’

Ruper Grint, aos 30 anos, já deixou de aceitar vários papéis no cinema e na TV (Divulgação)

Ruper Grint, aos 30 anos, já deixou de aceitar vários papéis no cinema e na TV (Divulgação)

O ator Rupert Grint, mundialmente famoso por ter interpretado o personagem Rony Weasley em todos os filmes da franquia Harry Potter, concedeu uma entrevista ao The Guardian e falou sobre os anos de trabalho em uma das sagas mais famosos do planeta.

Ele comentou sobre como ter sido escolhido para o papel mudou sua vida completamente. “Antes de junho de 2000, eu frequentava uma escola estadual normal e minha vida era comum. Quando consegui o papel de Ron Weasley, eu larguei a escola na hora e as coisas nunca mais foram as mesmas”, disse ele.

“Nos primeiros filmes de Harry Potter, eu estava vivendo um sonho. Quando cheguei no filme três ou quatro, comecei a me sentir sobrecarregado de responsabilidades porque eles eram um fenômeno popular. Tiveram momentos em que eu, definitivamente, pensei em largar. Filmar Harry Potter foi um sacrifício massivo, trabalhar desde jovem por períodos longos. Me lembro de pensar durante um intervalo: ‘Isso tudo me consome tanto, eu realmente quero voltar? Talvez não seja só por mim’. Eu acho que estava apenas sendo um adolescente”, contou Rupert.

A sensação de dever cumprido

Ele contou em como foi um misto de sensações finalizar as gravações depois de mais de 10 anos vivendo no mundo mágico de Hogwarts. “Foi uma sensação muito estranha, mas chegou na hora certa, porque estávamos todos prontos para seguir em frente. No entanto, depois da tomada final, foi estranho pensar que tinha acabado. Me senti um pouco perdido”.

Rupert também contou que, por conta do sucesso da saga, deixou de aceitar vários trabalhos no cinema e na TV por saber que seria difícil atingir o mesmo nível de popularidade, mas ele crê que vai levar o personagem para sempre. “A linha entre eu e Ron se tornou cada vez mais fina com cada filme e eu acho que nos tornamos virtualmente a mesma pessoa. Tem muito de mim em Ron e seguir em frente foi um ajuste tremendo porque era uma parte muito constante na minha vida”, revelou.

“Se eu tiver um menino, iria batizá-lo de Ron? É um nome bom, mas provavelmente não. E Grint é um sobrenome forte para juntar a um nome de apenas uma sílaba”, finalizou o ator.

Top