Sérgio Malheiros comenta racismo quando está com Sophia Abrahão: "As pessoas olham torto" - Portal Overtube Sérgio Malheiros comenta racismo quando está com Sophia Abrahão: "As pessoas olham torto" - Portal Overtube

Sérgio Malheiros comenta racismo quando está com Sophia Abrahão: “As pessoas olham torto”

Sérgio Malheiros falou sobre cena de racismo em Verão 90 (Reprodução)

Sérgio Malheiros falou sobre cena de racismo em Verão 90 (Reprodução)

A novela Verão 90, que chega na semana que vem na telinha da Globo, vai abordar temas importantes. O preconceito racial será uma das tramas abordadas na novela e Sergio Malheiros vai atuar nesse núcleo.

O ator vai interpretar um jovem negro que se apaixona por uma patricinha branca. “Apesar da gente ainda ver um Brasil extremamente preconceituoso e racista, nos anos 90 era bem mais difícil”, conta o artista, em entrevista à revista Quem.

Malheiros viverá Diego, filho de Janice (Claudia Ohana) e Otoniel (Val Perré). O jovem foi criado em um conjunto habitacional da Zona Sul do Rio de Janeiro e frequenta uma faculdade particular. Por lá, conhece a rica Larissa (Marina Moschen), noiva do milionário Quinzinho (Caio Paduan).

“Ele é um cara humilde, pobre. Situações de preconceito que são corriqueiras na vida de qualquer jovem negro no Brasil o Diego enxerga de forma diferente. Ele tem uma profunda revolta em relação a esse status quo e essas situações que acontecem e que vão levá-lo a repensar o futuro”, comenta o astro.

Na tentativa de ser o mais natural possível, Sergio conta que procurou pessoas que viveram na década de 90. “Conversei com meus familiares, meus parentes, meu pai; principalmente meus tios que eram jovens e teriam mais ou menos a idade do meu personagem. A gente tinha uma polícia ainda mais truculenta, um resquício da ditadura ainda muito grande. Foi interessante entender como que esse caldeirão cultural pós-ditatura criou e moldou um pouco da cultura dos anos 90 carioca. Isso foi muito importante para mim”, conta.

A arte imita a vida

Sergio Malheiros, assim como Diego, já viveu na pele episódios tristes de preconceito. “Eu já passei muitas situações. Mas fui uma criança negra e famosa e não é que isso me protegia, mas as pessoas pensavam duas vezes antes de fazer alguma coisa comigo”.

O ator também vive situações de racismo velado quando está com Sophia Abrahão, sua namorada. “A gente é um casal interracial famoso, vamos em restaurante caro e as pessoas olham torto. As pessoas não escondem. Isso acontece o tempo todo, dentro e fora do Brasil. É uma realidade”, revelou.

“Há outras, que às vezes são mais sutis. Quando a Sophia fala alguma coisa sobre o fato de eu ser negro, algumas pessoas dizem ‘mas não, o Sergio não é negro’, como se fosse uma ofensa falar que eu sou negro. É como se fosse um xingamento. Ou então falam ‘Sergio é mulato’ e é preciso a explicar a origem da palavra e como isso é uma forma preconceituosa de entender a negritude”, finaliza.

Verão 90, que substitui O Tempo Não Para, estreia no próximo dia 29 de janeiro.

Top