Thiago Martins se pronuncia após polêmica: "Sou contra o sistema, não contra as cotas" - Portal Overtube Thiago Martins se pronuncia após polêmica: "Sou contra o sistema, não contra as cotas" - Portal Overtube

Thiago Martins se pronuncia após polêmica: “Sou contra o sistema, não contra as cotas”

O ator Thiago Martins (Reprodução)

O ator Thiago Martins (Reprodução)

O ator Thiago Martins foi um dos nomes mais comentados nas redes sociais durante esta quinta-feira, dia 16 de janeiro. Tudo aconteceu por conta de uma entrevista concedida por ele na semana passada, em que fala sobre uma série de temas polêmicos e pessoais.

Em um dos pontos da conversa, ele afirmou que era contra as cotas raciais. “Para quê existe cota para os negros? Não! Universidade e escola têm que ser para todo mundo. Emprego tem que ser pra todo mundo. A gente vê exemplos de negros bem-sucedidos pelo país”, afirmou Thiago.

Depois da repercussão negativa das declarações, o ator usou, nesta sexta-feira (17), sua conta oficial no Instagram para se explicar. Ele garante que não é conta as cotas, mas sim contra o sistema, e garante que já viu muita sofrendo discriminação no morro.

“Sou contra o sistema e não contra as cotas! Sou cria da Favela do Vidigal, tenho consciência da minha cor e vi de perto a discriminação. Aliás, vejo até hoje! Tenho amigos do “Nós do Morro” que não tiveram a mesma oportunidade que eu e isso só reforça que o preconceito não acabou, ainda temos um longo caminho à percorrer”, explicou.

Ator fala sobre privilégio

Na sequência, ele diz que entende que é um privilegiado. “Infelizmente vivemos em um país racista e preconceituoso. Hoje tenho consciência do lugar de privilégio que alcancei. Acredito que o Brasil só vai pagar sua dívida histórica quando tiver políticas públicas que garantam a todos igualdade de condições e oportunidades de desenvolvimento”, diz o artista.

“Cotas não são esmolas, é o mínimo que o estado pode fazer para uma reparação histórica e cultural. Enquanto os negros não forem maioria nas unidades e nos lugares de poder, nada vai mudar. Repito: *o que quis dizer é que sou contra o sistema, e não contra as cotas!* Antes do ataque, estou aberto ao diálogo. Acredito que assim chegaremos a lugares melhores”, finaliza Thiago Martins.

Veja a publicação original:

View this post on Instagram

Sou cria da Favela do Vidigal, tenho consciência da minha cor e vi de perto a discriminação. Aliás, vejo até hoje! Tenho amigos do “Nós do Morro” que não tiveram a mesma oportunidade que eu e isso só reforça que o preconceito não acabou, ainda temos um longo caminho à percorrer. Infelizmente vivemos em um país racista e preconceituoso. Hoje tenho consciência do lugar de privilégio que alcancei. Acredito que o Brasil só vai pagar sua dívida histórica quando tiver políticas públicas que garantam a todos igualdade de condições e oportunidades de desenvolvimento. Cotas não são esmolas, é o mínimo que o estado pode fazer para uma reparação histórica e cultural. Enquanto os negros não forem maioria nas unidades e nos lugares de poder, nada vai mudar. Repito: *o que quis dizer é que sou contra o sistema, e não contra as cotas!* Antes do ataque, estou aberto ao diálogo. Acredito que assim chegaremos a lugares melhores.

A post shared by Thiago Martins (@tgmartins) on

Top