Apoiador de Bolsonaro, Carlos Vereza dispara sobre presidente: "Falta autoridade paterna" - Portal Overtube Apoiador de Bolsonaro, Carlos Vereza dispara sobre presidente: "Falta autoridade paterna" - Portal Overtube

Apoiador de Bolsonaro, Carlos Vereza dispara sobre presidente: “Falta autoridade paterna”

Carlos Vereza no Conversa com Bial (Reprodução/TV Globo)

Carlos Vereza no Conversa com Bial (Reprodução/TV Globo)

Um dos apoiadores famosos do presidente Jair Bolsonaro, o ator Carlos Vereza esteve no Conversa com Bial, exibido na Globo na madrugada desta terça-feira (12). Ele trabalha no documentário “Nem Tudo Se Desfaz”, que explica a ascensão da direita no Brasil.

Durante a conversa, o apresentador Pedro Bial falou a repeito do passado de Vereza, que era da esquerda comunista na ocasião da ditadura militar. Na opinião do artista, nenhum tipo de atitude totalitária vai ajudar a democracia do país.

Ele ainda falou sobre os filhos atrapalharem a gestão do presidente. “Acho mais ainda, você me perdoe, querido amigo, eu acho, se eu fosse ele eu diria assim: ‘Carlos Bolsonaro, já para a casa! Vai ser Vereador’.Para o Eduardo: ‘Vai já para casa! Vai para São Paulo. Vai ser deputado’. ‘E você, Flávio, resolva o seu problema, cara. Resolve o seu problema porque vocês três estão atrapalhando o governo do seu pai'”, comenta.

Na opinião de Carlos Vereza, falta autoridade paterna por parte de Jair Bolsonaro. “Tenho a maior tranquilidade de dizer que ele pode ser o maior presidente desse país, desde que ele arrume esse meio de campo doméstico”.

“Único candidato que defendia as crianças”

Depois, Bial mostrou alguns momentos em que Vereza primeiro se mostra crítico do presidente, e depois apoiador. Ao questionar o que o fez mudar de ideia, o ator garante que não mudou e que é um “livre pensador”.

“O Pequeno Príncipe não era candidato a eleição e eu não vi Joaquim, Emanuel ou Maria, o que eu vi foi o seguinte: ele apresentava uma convicção muito expressiva sobre a reforma da previdência, afastar o MST de continuar invadindo fazendas e matando bichos e gado. E o que mais me tocou, foi o único candidato que defendia as crianças”, disse.

Vereza ainda falou sobre o ensino da ideologia de gênero nas escolas e afirmou ser voluntário há 30 anos de um projeto que capta recursos para crianças e idosos. Ele ainda disse que, ainda apoie o governo, não concorda com todas as suas ideias.

“Eu não compro o pacote todo. Eu não aceito armas na cidade em hipótese alguma. Eu não aceito caça em hipótese alguma”, garantiu. A entrevista completa está disponível no GloboPlay.

Top