Lacombe responde José de Abreu e pergunta por que a Globo não o pune - Portal Overtube Lacombe responde José de Abreu e pergunta por que a Globo não o pune - Portal Overtube

Lacombe responde José de Abreu e pergunta por que a Globo não o pune

Luís Ernesto Lacombe e José de Abreu (Reprodução)

Luís Ernesto Lacombe e José de Abreu (Reprodução)

Luís Ernesto Lacombe deu início a mais um capítulo de discussão com o ator José de Abreu. O apresentador do Aqui na Band disse ao UOL na tarde desta quinta-feira (11) que não pediu a demissão do ator e questionou a contradição da Globo, sua antiga emissora.

“Quem sou eu para pedir a cabeça de alguém? O José de Abreu diz que não conheço nada da Globo, emissora na qual trabalhei por 25 anos, que jornalismo é uma coisa, que produção artística é outra. Sim, quase sempre, funciona assim. Jornalista, por exemplo, não pode fazer propaganda, publicidade, para manter a isenção”, esclareceu.

Lacombe foi além e afirmou que as normas da Globo proíbem as atitudes de José de Abreu. “Há poucos anos, a Globo enviou para todos os seus funcionários, pessoas físicas e jurídicas, novas normas de compliance. Eu ainda estava na emissora e li tudo atentamente. Pois bem, essas normas foram aplicadas aos casos do William Waack, do José Mayer e do Mauro Naves.”

O jornalista diz não entender o motivo de essas regras não se aplicarem ao comportamento do ator. “E quanto ao José de Abreu? Acusar um hospital de envolvimento numa trama de assassinato é crime de calúnia e difamação (já deu até condenação). Cuspir em pessoas é crime de agressão. Destratar e xingar colegas de trabalho é assédio moral. O que questionei foi o uso de dois pesos e duas medidas…”, complementou.

Para finalizar, ele afirmou que não vai revidar aos ataques do ator. “Não faço ataques a pessoas, isso sempre me parece um desequilíbrio, uma fraqueza, demonstra falta de capacidade para combater ideias. Sou um democrata, convivo muito bem com todas as pessoas, as que pensam como eu e as que têm opiniões contrárias às minhas. Se não respeito algumas opiniões, sempre respeitarei o direito de todos a ter opinião, seja ela qual for”.

Top