Usando o carro de Gleici Damasceno, ex-BBB Wagner Santiago atropela ciclista - Portal Overtube Usando o carro de Gleici Damasceno, ex-BBB Wagner Santiago atropela ciclista - Portal Overtube

Usando o carro de Gleici Damasceno, ex-BBB Wagner Santiago atropela ciclista

Gleici Damasceno

Gleici Damasceno

O ex-BBB Wagner Santiago, que esteve na décima oitava edição do reality show da Globo, passou por um grande susto nesta segunda-feira (19). Ele atropelou um ciclista em Rio Branco, capital do estado do Acre.

De acordo com o portal F5, Wagner usava o carro de Gleici Damasceno, sua ex-namorada, no momento do acidente. Os dois se conheceram durante o confinamento, do qual a acreana saiu vencedora, e confirmaram o término do namoro no último mês de julho.

Os dois estão juntos no Acre, que é a terra natal de Gleici, para a gravação de um filme. O atropelamento aconteceu na rua do Aviário, que fica no bairro de mesmo nome, em um local próximo à região central da capital.

De acordo com a Polícia Militar, o ex-BBB dirigia um Fiat Cronos branco, que pertence à ex-namorada, quando atingiu o homem em uma rotatória. Wagner Santiago falou a respeito do acidente usando seus stories do Instagram.

Ele afirmou que estava sozinho no momento do acidente e garantiu que prestou socorro à vítima. Assim que acionou a polícia e fez os procedimentos, entrou em contato com Gleici Damasceno e pediu para que ela fosse até o local.

O ciclista, cujo nome não foi revelado, sofreu algumas escoriações e foi encaminhado ao pronto-socorro municipal. Um internauta filmou o ex-casal no local do acidente. Wagner aparece nas imagens pedindo para que não fosse filmado e pedindo para que a gravação fosse interrompida.

Em um outro vídeo, a campeã do BBB18 aparece atravessando a rua e se aproximando do responsável pela filmagem. Ela reclama que a placa de seu carro foi filmada e os dois argumentam por cerca de um minuto.

Acompanhados de um advogado, Gleici e Wagner foram ao pronto-socorro, onde se isolaram e não falaram com a imprensa. Um enfermeiro foi questionado pelo advogado e afirmou que o estado de saúde da vítima era estável e o caso não era grave.

Top