Velório de Paulo Henrique Amorim é marcado por gritos de "fora Bolsonaro" e "Lula livre" - Portal Overtube Velório de Paulo Henrique Amorim é marcado por gritos de "fora Bolsonaro" e "Lula livre" - Portal Overtube
Você está lendo
Página inicial > Fofocas dos Famosos > Velório de Paulo Henrique Amorim é marcado por gritos de “fora Bolsonaro” e “Lula livre”

Velório de Paulo Henrique Amorim é marcado por gritos de “fora Bolsonaro” e “Lula livre”

O jornalista Paulo Henrique Amorim (Reprodução)

O jornalista Paulo Henrique Amorim (Reprodução)

O corpo do jornalista Paulo Henrique Amorim foi velado na Associação Brasileira de Imprensa, que fica no Centro do Rio de Janeiro. O profissional morreu na última quarta-feira (10) depois de um infarto fulminante.

Conhecido por suas opiniões políticas cheias de polêmicas, acima de tudo por seu apoio declarado ao PT, Paulo Henrique acabou tendo o encerramento de sua despedida com um tom político durante a tarde desta quinta-feira (11).

De acordo com o portal UOL, o público que estava presente cantou o Hino Nacional e, por fim, puxou gritos de “fora Bolsonaro” e “Lula livre”. O jornalista, vale lembrar, teceu inúmeras críticas a Bolsonaro e seu governo, gerando a ira dos apoiadores do presidente.

A pressão política foi tanta que Paulo Henrique Amorim foi afastado do Domingo Espetacular, programa que apresentava na Record, depois de várias polêmicas que envolviam o atual governante do Brasil.

Jornalista estava indignado

Paulo Henrique Amorim, cabe lembrar, estava indignado com seu afastamento. Ao menos é o que garante Rosa Maria Araújo, grande amiga do jornalista. Ela esteve presente em seu último jantar, que aconteceu na noite anterior à sua morte.

“Ele não se queixou de nenhuma dor nem de qualquer incômodo físico durante o jantar, mas contou tudo sobre a decisão da emissora. Ele não tinha sido demitido, mas não aceitou o afastamento”, afirmou em entrevista.

Irmã de Paulo Henrique, Márcia, que mora na França, também acredita que o afastamento de suas funções geraram um impacto negativo para o jornalista. “Ele já conhecia isso, mas claro que sempre é um baque forte. Parece que dessa vez foi demais e ele não aguentou”, opinou.

Top