Afastado do SBT, Marcão do Povo participa do A Tarde é Sua e revela se vai retornar - Portal Overtube Afastado do SBT, Marcão do Povo participa do A Tarde é Sua e revela se vai retornar - Portal Overtube

Afastado do SBT, Marcão do Povo participa do A Tarde é Sua e revela se vai retornar

O apresentador Marcão do Povo, do SBT (Reprodução/SBT)

O apresentador Marcão do Povo, do SBT (Reprodução/SBT)

A situação do apresentador Marcão do Povo continua indefinida no SBT. Na semana passada, o comandante do Primeiro Impacto gerou uma grande polêmica ao propor campos de concentração ao presidente Jair Bolsonaro para impedir a propagação do novo coronavírus.

Suas declarações, é claro, não pegaram nada bem e ele foi extremamente criticado nas redes sociais pelos internautas. Depois da repercussão negativa, a emissora do Morumbi tomou a decisão de afastar o funcionário e, embora não tenha dado essa informação oficialmente, o que se diz que é o afastamento durará 15 dias.

O incidente fez com que jornalistas do canal se juntassem e enviassem uma carta à direção, solicitando o desligamento de Marcão do Povo. O documento em questão diz que as falas do apresentador não condizem com a emissora, que busca ter credibilidade junto ao público.

Na tarde desta quarta-feira (15) o contratado do SBT conversou ao vivo com o programa A Tarde é Sua, de Sonia Abrão. Em conversa com o repórter Bruno Tálamo, ele garantiu que acredita em seu retorno ao programa do canal de Silvio Santos. “Vou voltar”, disse ele.

Sem revelar quando vai voltar ao trabalho, ele ainda disse que desconhece a história de que colegas de trabalho tenham pedido “sua cabeça” na emissora. Por fim, Marcão garantiu que não vai ser demitido e que seu cargo permanece aguardando.

As declarações de Marcão do Povo

Em sua fala, que gerou muita revolta na web, ele chegou a dar exemplos de como a ideia “brilhante” poderia mudar os rumos do país. Atualmente, o Brasil conta com mais de 14 mil infectados pelo vírus e a quarentena já dura semanas.

“Na China, na cidade de Wuhan, pessoas que estavam com sintomas, que estavam com o coronavírus foram levadas e colocadas nessa cidade. Montaram vários e vários hospitais e as pessoas foram tratadas naquele local”, afirmou o contratado de Silvio Santos.

Na sequência, ele faz a sugestão. “Não seria interessante também, presidente, atenção presidente, montar um local, o Exército, Marinha, Aeronáutica… Montar um local aonde todas as pessoas que tivessem os sintomas, que tivessem o coronavírus, fossem levadas para esse local e bem cuidadas, bem tratadas ao invés de espalhar da maneira que está sendo aí?”, questiona.

“Todos os lugares montando, um gasto excessivo, as cidades paradas. Não seria interessante um local só para cuidar dessas pessoas? Não seria interessante pegar, por exemplo, o Exército, Marinha e Aeronáutica e montar um campo de concentração, de cuidado, com equipamentos mais sofisticados, com os melhores profissionais e colocar essas pessoas com problemas, sintomas?”, afirmou.

Top