André Marinho desabafa após demissão da Jovem Pan por confusão com Bolsonaro

Bolsonaro discute com André Marinho na Jovem Pan (Imagem: Reprodução)

Bolsonaro discute com André Marinho na Jovem Pan (Imagem: Reprodução)

Na semana passada, o comentarista André Marinho, da Jovem Pan, acabou se envolvendo em uma confusão. Ele protagonizou uma discussão com o presidente Jair Bolsonaro durante uma entrevista ao programa Pânico.

O caso acabou gerando uma grande repercussão e André acabou deixando a emissora. Em um vídeo publicado nas redes sociais, ele disse que não conseguiria ser uma pessoa neutra durante a atração.

“Teria sido muito fácil para mim optar pela neutralidade, a parte das imitações. Mas a minha trajetória e tudo o que eu cultivei falaram mais alto. O programa ganhou um contorno muito politizado, começando a receber convidados simpáticos ao atual governo. E eu me vi na posição de estabelecer o contraponto. Fiz isso para honrar a profissão do comunicador”, disse.

Veja também:

Fabricio Battaglini, substituto de Ana Maria Braga, é afastado com Covid-19

Globo ignora Encontro com Fátima Bernardes na grade de 2022 e futuro do programa é incerto

Convicções

Em outro momento do vídeo, André citou que é muito grato a tudo o que viveu enquanto participou do Pânico, além de dizer que tem muito respeito ao apresentador Emílio Surita. Ele ainda afirmou que tem coragem para aceitar as críticas.

“Uma coisa que eu levo é que seguir suas convicções contra a corrente predominante significa que você tem que enfrentar as críticas de quem não tem coragem disso”, disse, finalizando sua fala.

Durante o programa Pânico, Surita decidiu se pronunciar a respeito da demissão de André Marinho. Sem se alongar, ele afirmou apenas que as portas estarão sempre abertas para o comentarista.

Top