Apresentador da Record leva bronca após chamar Lula de “ex-presidiário” ao vivo

O logo da Record TV (Reprodução)

O logo da Record TV (Reprodução)

Um apresentador da afiliada da Record TV na Bahia gerou polêmica na semana passada após fazer comentários sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da SilvaAdelson Carvalho comanda o Balanço Geral local.

Na última quinta-feira, dia 2 de junho, Adelson mostrava uma imagem em que criminosos aparecem assaltando um idoso em Salvador, capital baiana. Sem citar Lula, o comunicador disse que ele defende bandidos e o chamou de “ex-presidiário”.

“Kalil, de indignar, é o ex-presidiário dizer que tem pena desses jovens aí. O ex-presidiário fala abertamente que não suporta mais ver jovem apanhando, morrendo, porque roubou um celular para ter um dinheirinho. É, o ex-presidiário fala isso com a maior cara de pau. Com o maior cinismo!”, disse ele, em conversa com o repórter João Kalil.

Leia outras notícias de hoje no Portal Overtube:

Madeleine em Pantanal, atriz “abandona” a Globo e fecha com concorrente

Andréia Sadi é ignorada e dá patada em comentarista da GloboNews: “Mico”

Record deu bronca em apresentador

Em outro ponto, Adelson Carvalho criticou uma viagem que Luiz Inácio Lula da Silva fez em um avião particular pago pelo PT. “É o mesmo que recentemente disse que a classe média no Brasil está ostentando demais”, criticou.

“O mesmo que mora em um empreendimento de milhões. Só viaja de jatinho, cheio de segurança, com todo mundo bem armado. Tá rindo da cara do povo, tá dando risada!”, disparou o apresentador, que viu o vídeo com suas declarações viralizar nas redes sociais.

Embora a Record, que já se mostrou conivente com Jair Bolsonaro, afirme apoiar a liberdade de expressão, as falas de Adelson não pegaram bem. De acordo com o site Notícias da TV, ele levou uma bronca, já que o assunto tratado no Balanço Geral não era diretamente ligado às Eleições.

À publicação, a emissora confirmou a informação. “Adelson Carvalho foi advertido pela direção de Jornalismo da Record TV em função dos comentários indevidos feitos na edição de quinta do programa”, disse a nota.

“A orientação da direção de Jornalismo, de conhecimento de todas as redações e prevista em Manual de Práticas e Diretrizes, é para que os apresentadores se atenham estritamente aos fatos reportados. Portanto, a direção não corrobora com as opiniões pessoais emitidas pelo jornalista”, encerrou a Record.

Top