Ator de O Cravo e a Rosa se irrita com Jade Picon: “BBB não é currículo”

Jade Picon vai trabalhar em novela da Globo (Imagem: Reprodução/Instagram)

Jade Picon vai trabalhar em novela da Globo (Imagem: Reprodução/Instagram)

A escalação de Jade Picon para atuar na novela Travessia, substituta de Pantanal na Globo, continua rendendo críticas. Vários famosos se pronunciaram contra a participação da ex-BBB, já que ela não tem registro como atriz.

Quem decidiu falar a respeito do caso foi o ator Carlos Vereza, que atualmente está no ar na reprise de O Cravo e a Rosa. Em entrevista ao programa TV Fama, da RedeTV!, ele se mostrou contra a chegada de Jade aos folhetins.

“O cara faz BBB e acha que isso é currículo. Caramba, eu fiz Shakespeare, Sófocles.. Sabe? Aí o cara faz BBB? Com todo respeito, não tenho nada contra o BBB, mas BBB não é currículo”, disparou ele, lembrando que Jade esteve na edição deste ano do reality show.

Leia outras notícias de hoje Portal Overtube:

Globo muda tudo e anuncia troca nos horários do Mais Você e Encontro

Elizangela pode ser cortada de novela da Globo por não se vacinar contra Covid

Guta Stresser detona Pedro Cardoso: “Para trabalhar com ele, só ganhando o dobro”

Ator detona Jade Picon em novela

Em outro momento, Carlos Vereza citou que ser uma influenciadora famosa também não depõe a favor de Jade Picon. “[Ter] Seguidores não é currículo. Você tem que estudar. [O ator] Vai fazer um curso, tirar o diploma, tirar o DRT. Agora o sindicato está muito firme, quem não tem DRT, não trabalha”, disparou o ator.

“Não vamos deixar, não. Essa menina deve fazer um curso de teatro, se formar… Para ser advogado, engenheiro e jornalista você não estuda? Aí a pessoa sai do Big Brother e quer entrar para fazer novela? Vá fazer uma escola de teatro para ter o DRT, aí trabalha”, criticou Vereza.

Em conversa com o site Em Off recentemente, Hugo Gross, presidente do Sated-RJ (Sindicato dos Artistas do Rio de Janeiro), falou a respeito do caso e se mostrou contra a participação da famosa na produção.

“Não acho justo ela tomar um espaço em qualquer emissora de televisão e a gente vai tomar as medidas cabíveis para que isso não aconteça. E a categoria vai nos apoiar”, disse Gross.

Top