Bonner e Renata Vasconcellos são intimados pela polícia em caso de Flávio Bolsonaro - Portal Overtube Bonner e Renata Vasconcellos são intimados pela polícia em caso de Flávio Bolsonaro - Portal Overtube

Bonner e Renata Vasconcellos são intimados pela polícia em caso de Flávio Bolsonaro

William Bonner e Renata Vasconcellos no Jornal Nacional (Reprodução/GloboPlay)

William Bonner e Renata Vasconcellos no Jornal Nacional (Reprodução/GloboPlay)

O caso do senador Flávio Bolsonaro continua rendendo. Agora, William Bonner Renata Vasconcellos, os apresentadores do Jornal Nacional, da Globo, foram intimados pela polícia e vão precisar depor.

Tudo acontece por conta das investigações das supostas “rachadinhas” no gabinete da Alerj (Assembleia Legislativa do RJ) de Flávio. O famoso “Caso Queiroz” não pode ter seus detalhes revelados pela emissora carioca por uma decisão judicial.

De acordo com informações do portal UOL, os jornalistas foram intimados a depor por suposto crime de desobediência. A Globo foi procurada e afirmou que não irá se manifestar por procedimentos legais em curso.

Veja também:

Naiara Azevedo cobra Bolsonaro, pede volta dos shows e detona: “Bando de hipócritas”

Após boatos, Mariana Rios revela se estará mesmo no BBB21

Detalhes

Segundo a publicação, a defesa do filho de Jair Bolsonaro encaminhou uma notícia-crime na DRCI (Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática) e, por conta disso, o inquérito foi aberto.

Os depoimentos de Renata Vasconcellos e William Bonner foram solicitados por uma suposta “desobediência a decisão judicial sobre perda ou suspensão de direito”. Desde a decisão de não poder exibir documentos do caso, a emissora carioca trata a situação como censura.

Os mandados de intimação, ainda via portal UOL, afirma que, caso os apresentadores do Jornal Nacional não compareçam no dia e horário marcados, se tratará de “crime de desobediência, previsto no artigo 330 do Código Penal”.

Até o momento, Bonner e Renata não se pronunciaram a respeito do caso. Por se tratar de segredo de Justiça e envolver a TV Globo, é possível que eles não se manifestem. Vale lembrar que Flávio Bolsonaro está sendo acusado de peculato pelo MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro).

Top