Boris Casoy volta a detonar Bolsonaro: "Cava sua sepultura" - Portal Overtube Boris Casoy volta a detonar Bolsonaro: "Cava sua sepultura" - Portal Overtube

Boris Casoy volta a detonar Bolsonaro: “Cava sua sepultura”

Boris Casoy no Conversa com Bial (Imagem: Reprodução/TV Globo)

Boris Casoy no Conversa com Bial (Imagem: Reprodução/TV Globo)

O jornalista Boris Casoy voltou a criticar o presidente Jair Bolsonaro. Longe da televisão e comandando um programa em seu canal oficial no YouTube, o famoso explicou que a imprensa vem passando por momentos conturbados.

Para Boris, a forma como Bolsonaro lida com os profissionais de imprensa e algumas emissoras é a pior possível. “Ninguém cava mais a sua sepultura do que o presidente. Ele ajuda as emissoras a fazerem oposição”, disse, em entrevista ao site Notícias da TV.

Durante o bate-papo, o jornalista, que tem 80 anos de idade, revelou que acaba de ingressar na faculdade de Medicina Veterinária. “Vivo de desafios. Televisão foi um desafio. Fazer um jornal na internet também é um desafio. A partir do vestibular, já respirei melhor. Estava com tempo vago”, comentou.

Veja também:

Após Globo anunciar demissão de não vacinados, outras emissoras se posicionam

Globo fará mudanças drásticas na programação de 2022; saiba tudo

Paixão pelos animais

Na sequência, o ex-contratado da RedeTV! comentou que tem amor pelos bichos e foi por isso que decidiu estudar. “Sempre sonhei em ser veterinário. Tenho uma relação boa com os animais. Tenho um deslumbramento por eles”, continuou.

“Não tenho tempo para morrer. Comecei a entrar em parafuso. Falei: ‘Isso não está bom. Vou caminhar para a melancolia”, comentou Casoy, que ainda brincou afirmando que aceitaria o cargo de estagiário se necessário.

Vale lembrar que Boris Casoy fez uma participação especial no programa Conversa com Bial, em julho, e criticou Bolsonaro. Ele lembrou que ele e sua irmã gêmea se salvaram da poliomielite por terem sido vacinados.

“Apareceu essa bobagem [negacionismo], essa besteira muito estimulada pelo presidente da República. Eu não perdoo o Bolsonaro, ele pode ter as virtudes que tiver, mas isso anula as virtudes. Não tem ainda a vacina contra burrice, mas vai surgir. O Brasil demorou muito para começar a vacinar nessa ‘gripezinha’ como diriam alguns no governo federal”, criticou.

Top