Carlos Alberto de Nóbrega volta a criticar horário de A Praça é Nossa no SBT

Carlos Alberto de Nóbrega falou sobre treta com Sandy & Junior (Foto: Reprodução/SBT)

Carlos Alberto de Nóbrega falou sobre treta com Sandy & Junior (Foto: Reprodução/SBT)

O apresentador Carlos Alberto de Nóbrega está no SBT há décadas, mas isso não significa que ele esteja totalmente satisfeito. E ele voltou a fazer críticas ao horário em que o programa A Praça é Nossa é exibido pela emissora de Silvio Santos.

O ex-marido de Andréia de Nóbrega lançou seu podcast Rir é o Melhor Remédio nas plataformas digitais e, ao conversar com o comediante Matheus Ceará, voltou a reclamar do horário em que o humorístico é levado ao ar no canal.

Ele conta que nem sua atual esposa consegue assistir a atração. “Ela tem consultório cedo, e 23h30, vamos combinar, não é hora de ter programa de humor. Não é hora, mas manda quem pode e obedece quem tem juízo”, disparou.

Em outro ponto, ele deu sua opinião a respeito. “Tem que ser às 22h, porque antigamente era no sábado às 22h. Depois passou para quinta, mais ou menos no ano 2000. Nós já estamos há 22 anos na quinta-feira! Tem 35 de Praça”, finalizou.

Leia outras notícias de hoje Portal Overtube:

Faustão na Band: crise assusta funcionários e equipe teme demissões

Novo papagaio diz ser filho de Louro José e deixa Ana Maria Braga atordoada

Carlos Alberto de Nóbrega já havia reclamado

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que Carlos Alberto de Nóbrega reclama do horário tardio em que A Praça é Nossa vai ao ar no SBT. Em julho do ano passado, ele foi entrevistado por Rafinha Bastos no programa Mais que 8 Minutos, exibido no YouTube.

Naquela ocasião, o apresentador foi bem sincero e chamou de “cruel” a faixa horária do humorístico. “O público quer rir, ainda mais nesse horário nojento que eu tenho. Onze e meia da noite. Isso é uma coisa de uma crueldade que não tem tamanho”, disparou.

O ex-CQC, então, ponderou a respeito. “Você acha? Se você parar para pensar, é um horário que a turma tá querendo relaxar já. Não é bom por causa disso?”, questionou. Carlos Alberto explicou que seu público é mais “povão” e disse que a faixa das 22 horas era a mais indicada para o programa.

Top