Christina Rocha abre o jogo com Silvio Santos e SBT descancela Casos de Família

Christina Rocha expulsou casal do Casos de Família (Imagem: Reprodução/SBT)

Christina Rocha expulsou casal do Casos de Família (Imagem: Reprodução/SBT)

Christina Rocha já pode comemorar – o SBT decidiu descancelar o Casos de Família, que sairia do ar no dia 8 de setembro. De acordo com o site Notícias da TV, a apresentadora avisou a Silvio Santos que a emissora teria decidido tirar seu programa do ar.

Sabendo do ocorrido, Silvio Santos logo teria tratado de dar as ordens para manter o vespertino no ar. Procurado pela publicação, o SBT informou que o Casos de Família “permanecerá na grade, porém com novidades”.

Vale lembrar que, em entrevista recente ao Vênus Podcast, Christina Rocha reclamou da falta de investimentos no seu programa, que está no ar há 18 anos pelo SBT.

“Eu já imaginava [que o programa iria acabar]. É um formato engessado, chega uma hora que acaba sendo repetitivo. O que gostaria era de ter feito [o programa] em outras cidades, mas não tivemos condições. Não é fácil fazer 13 anos sem nenhum recurso, até pela falta de convidados. O Casos de Família é um sobrevivente. Eu não tenho respiro, eu não tenho um VT pra passar, eu não tenho um musical. Naqueles 45 minutos, eu tenho que estar ali ligada”, falou a apresentadora.

Christina Rocha chorou ao falar do fim do Casos de Família

Em entrevista ao Hugo Gloss, Christina Rocha caiu em lágrimas ao falar sobre o fim do programa e desabafou sobre já sentir que o programa logo logo sairia do ar.

Eu sabia que ia acontecer alguma coisa. Eu estava sentindo pelo papo [dos bastidores]. A audiência se prejudicou, obviamente, pelas mudanças constantes de horário. Foi um conjunto de fatores“, revelou a apresentadora.

O programa precisava de uma mudança. Eu estava meio cansada, meio saturada. Por mais que você tente, você não pode mudar muito, você não pode criar muito”, acrescentou Christina Rocha ao ser questionada sobre os motivos que levaram o programa a ser cancelado.

Em seguida, ela elogiou o programa que ficou no ar por mais de uma década: “Acho esse programa um sobrevivente, porque ele nunca teve chamadas maravilhosas no SBT. Com 13 anos no ar diariamente, com o formato fechado, 13 anos fazendo a mesma coisa, então você vê como esse programa é forte. E é um programa que nunca deu trabalho ao SBT, porque nós fomos vice-líderes 90% do tempo. 

Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top