CNN Brasil enfrenta crise, corta custos e incomoda jornalistas

Márcio Gomes no CNN Prime Time (Imagem: Reprodução/CNN Brasil)

Márcio Gomes no CNN Prime Time (Imagem: Reprodução/CNN Brasil)

A CNN Brasil vem enfrentando uma crise com pouco mais de dois anos no ar. O trabalho no canal de notícias que antes era desejado pelos jornalistas da concorrência agora virou exemplo de insatisfação. De acordo com o site Notícias da TV, os cortes de custos e as demissões promovidas pela rede tem deixado os profissionais incomodados.

A crise também é demonstrada nos números de audiência. Entre os canais de notícias da TV paga, a CNN Brasil figura em terceiro lugar no mês de junho, com 0,14 ponto no Painel Nacional de Televisão (PNT). A Jovem Pan News aparece em segundo lugar, com 0,16 ponto e custos de produção menores. Enquanto isso, a Globo News lidera com 0,47 ponto.

De acordo com o Notícias da TV, jornalistas da CNN Brasil estão procurando emprego para deixar o canal assim que puderem. As demissões promovidas pelo canal tem sobrecarregado equipes.

É o caso dos apresentadores Evandro Cini e Elisa Veeck, do Expresso CNN. Eles teriam reclamado da impossibilidade de criar uma sintonia no comando do jornalístico já que um dos dois precisa frequentemente faltar para apresentar outros telejornais da grade para substituir apresentadores em outros horários.

Leia também:

Globo cancela reality de Boninho e promove série premiada ao horário nobre

Por onde anda Rodrigo Bocardi? Saiba por que ele não apresentou o Bom Dia SP hoje

CNN Brasil sofre apagão durante a madrugada

A CNN Brasil também tem cortado custos minando a sua programação ao vivo. De acordo com o Notícias da TV, o canal pago de notícias desliga a programação ao vivo às 23h30, quando acaba o telejornal Agora CNN, e só volta a atualizar as notícias em tempo real na manhã do dia seguinte.

O canal também não mantém um plantonista durante a madrugada para noticiar algum fato urgente que venha acontecer no horário, como faz a Globo News, por exemplo.

Apesar dos cortes, a CNN Brasil tenta manter alguns medalhões na casa, como é o caso de William Waack. O ex-apresentador do Jornal da Globo foi contratado pelo canal pago para atrair o público e deve ter seu contrato renovado em breve.

Procurada pela reportagem, a CNN Brasil se limitou a dizer que “não comenta contratos específicos de profissionais e reitera a confidencialidade dessas relações”.

Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top