Comentarista que acusou Receita Federal de corrupção é demitida da Jovem Pan

Bruna Torlay foi demitida da Jovem Pan (Imagem: Reprodução/Jovem Pan)

Bruna Torlay foi demitida da Jovem Pan (Imagem: Reprodução/Jovem Pan)

A comentarista Bruna Torlay foi demitida da Jovem Pan nesta segunda-feira, dia 7 de fevereiro. Ela gerou polêmica no canal de notícias da companhia na TV aberta ao acusar agente da Receita Federal de corrupção.

De acordo com informações divulgadas pelo site Notícias da TV, uma pressão interna ocasionou a demissão de Bruna. Ela fazia parte do programa 3 em 1 e suas declarações polêmicas foram feitas no programa de 22 de dezembro de 2021.

Na ocasião, a atração estava falando sobre os vários agentes da Receita Federal que pediram demissão ao mesmo tempo por conta da falta de reajuste salarial da categoria. O apresentador Paulo Mathias, então, pediu a opinião de Bruna.

Leia outras notícias do Portal Overtube:

BBB 2022: Leo Picon critica jogo de Jade e diz que irmã foi manipulada

Além da Ilusão amarga pior estreia de novela da Globo em uma década

Motivo de demissão da Jovem Pan

“É só o setor público que vive nesse planeta mágico e encantador em ano de pandemia, discutindo um bilhão pra cá, um bilhão pra lá, Bruna?”, perguntou ele. Torlay disse que se tratava de uma observação pertinente.

Na sequência, a comentarista afirmou que precisava falar sobre o orgulho ferido dos auditores da Receita Federal. “Sendo que a Receita é aquela que apresentou esse ano a pior proposta de reforma tributária que a gente poderia ter tido no Brasil”, disse ela, que continuou na sequência.

“Muitos agentes da Receita, quando a pessoa cai na malha fina, ficam esperando a pessoa trazer um ‘presente’ para eles fingirem que não viram a sonegação. É assim que funciona a Receita Federal. Então, os auditores deveriam estar mais preocupados com a instituição em que eles atuam do que ficarem ofendidos que uma categoria ia receber aumento e a outra não”, disparou.

O Notícias da TV afirma que o Sindifisco (Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil) e a Unafisco (Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil) abriram um processo contra Bruna Torlay no Tribunal de Justiça de São Paulo.

A Jovem Pan foi questionada a respeito dos motivos da demissão da profissional, mas afirmou que não comenta assuntos internos. Por sua vez, Torlay disse que uma mudança no quadro de comentaristas do 3 em 1 foi responsável pela demissão.

Top