Equipe de Faustão denuncia 12h de trabalho por dia e sindicato interfere

Fausto Silva no comando do Faustão na Band (Imagem: Reprodução/Band)

Fausto Silva no comando do Faustão na Band (Imagem: Reprodução/Band)

O clima nos bastidores do programa Faustão na Band já não é dos melhores. Pouco menos de dois meses depois do início da atração da emissora paulista, vários funcionários estão denunciando as condições de trabalho.

A informação é do colunista Maurício Stycer, do portal UOL, que revela que o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão de São Paulo enviou para a emissora uma carta em que denuncia as reclamações que recebeu.

Segundo a publicação, o documento foi baseado em “relatos de diversos trabalhadores” e cita várias reclamações. A mais impactante é o forte ritmo de trabalho, em que os profissionais alegam permanecer na empresa por mais de 12 horas todos os dias.

Leia outras notícias do Portal Overtube:

Tatá Werneck está fora do The Masked Singer Brasil

Priscilla Alcântara revela mágoa com o SBT: “Até hoje não perdoei”

Denúncias de equipe do Faustão na Band

Maurício Stycer ainda relembra que, além de permanecer todo esse tempo trabalhando no Faustão na Band, os profissionais ainda gastam ainda mais algumas horas por dia para o deslocamento do trabalho para casa e também no retorno.

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão de São Paulo afirma que “o esgotamento profissional é inevitável, o que tem gerado revolta”. A associação ainda diz que problemas desse tipo já foram denunciados na emissora no passado.

Na sequência, a carta comenta que todos imaginavam que “a empresa tomaria as providências necessárias para pôr fim a esta barbárie”, pedindo que uma reunião virtual seja feita com urgência para tratar do assunto.

A Band foi procurada por Stycer e respondeu a denúncia. “A direção de RH da Band recebeu a carta mencionada e, como sempre faz, já está agendando uma reunião com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão para esclarecimentos”, finaliza.

Top