Especial do Porta dos Fundos na Netflix deve sair do ar, determina Justiça - Portal Overtube Especial do Porta dos Fundos na Netflix deve sair do ar, determina Justiça - Portal Overtube

Especial do Porta dos Fundos na Netflix deve sair do ar, determina Justiça

Cena de A Primeira Tentação de Cristo, filme do Porta dos Fundos para a Netflix (Divulgação/Porta dos Fundos/Netflix)

Cena de A Primeira Tentação de Cristo, filme do Porta dos Fundos para a Netflix (Divulgação/Porta dos Fundos/Netflix)

O especial de Natal do Porta dos Fundos para a Netflix, “A Primeira Tentação de Cristo”, deve sair do ar, segundo determinação da Justiça do Rio. Apesar da liminar ser provisória, a produção do famoso canal do Youtube e produtora de vídeos deve deixar o catálogo do maior serviço de streaming atuante no Brasil. A decisão acontece menos de um mês após a sede da produtora sofrer um atentado.

A determinação foi expedida pela Justiça do Rio de Janeiro nesta quarta-feira (08), divulgou o Notícias da TV. De acordo com o desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a decisão foi tomada para “acalmar ânimos”.

Na liminar, Abicair informa que não consegue classificar o especial do Porta dos Fundos como “produção artística”. Além disso, o vídeo poderia ser acessado facilmente por crianças, apesar do especial ser recomendado apenas para maiores de 18 anos.

“Por todo o exposto, se me aparenta, portanto, mais adequado e benéfico, não só para a comunidade cristã, mas para a sociedade brasileira, majoritariamente cristã, até que se julgue o mérito do Agravo, recorrer-se à cautela, para acalmar ânimos, pelo que concedo a liminar na forma requerida”, disse, na liminar.

E continua: “Ressalto, por oportuno, que as redes sociais são incontroláveis e a Netflix, até onde sei, é passível de ser acessada por qualquer um que queira nela ingressar, inclusive menores, bem como o título de ‘produção artística’ não reflete a realidade do que foi reproduzido”.

Em seguida, avalia: “as consequências da divulgação e exibição da ‘produção artística’ da primeira Agravada são mais passíveis de provocar danos mais graves e irreparáveis do que sua suspenção (sic), até porque o Natal de 2019 já foi comemorado por todos.”

A Netflix e o Porta dos Fundos ainda não se pronunciaram sobre o assunto. Até o fechamento desta publicação, o Especial de Natal “A Primeira Tentação de Cristo” ainda estava no ar na plataforma de streaming.

Porta dos Fundo sofre atentado

O Porta dos Fundos foi vítima de um ataque em sua sede durante a madrugada do dia 24 de dezembro de 2019. De acordo com uma nota enviada ao Uol, o grupo contou que o atentado aconteceu em torno das 4h da manhã, quando a sede foi atingida por dois coquetéis molotov. Nas redes sociais, Fábio Porchat se pronunciou sobre o atentado.

“Não vão nos calar! Nunca! É preciso estar atento e forte”, publicou, citando o trecho da música de Caetano Veloso intitulada “Divino Maravilhoso”.

Em entrevista ao El País, Gregório Duvivier também se manifestou sobre o ataque à sede do Porta dos Fundos: “É assustador. Eles não estão sós. É um ódio que tem sido pregado na mídia conservadora e no Congresso”.

Outro famoso que se pronunciou foi Marcius Melhem, da TV Globo, que considerou que o atentado “revela um pouco da parte preconceituosa desse país”.

O Porta dos Fundos se envolveu em uma polêmica entre religiosos e conservadores após o lançamento do especial de natal “A Primeira Tentação de Cristo”, na Netflix. No filme, o espectador se depara com um Jesus Cristo gay – o fato levou até que um abaixo assinado surgisse na internet pedindo para que o filme saísse do ar e a produtora Porta dos Fundos pagasse uma multa por cada assinante do serviço de streaming.

blank
Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top